PCP com a luta dos trabalhadores do Público

mini-publico2012 desp

Na passada Quarta-Feira, a Administração e a Direcção Editorial do Público anunciaram, em cumplicidade, o despedimento de 48 trabalhadores, 28 dos quais jornalistas. Sem qualquer respeito por negociações anteriores, afirmam que a bóia de salvação do jornal é a rescisão com estes profissionais. O mesmo grupo que reclama na sua página que 2011 foi um dos anos com melhores resultados financeiros, e que diz ter as pessoas no centro do seu sucesso, lança para o desemprego meia centena de trabalhadores.  A solidariedade do PCP com os trabalhadores do jornal foi expressa pela distribuição de um comunicado à porta da empresa, que contou com a presença de Miguel Tiago, do grupo parlamentar. Os trabalhadores do Público cumprem um dia de greve na próxima Sexta-Feira, 19 de Outubro.

Ler Comunicado em PDF