PS, PSD e CDS extinguem EPUL

Na reunião extraordinária de Câmara do passado dia 5 de Dezembro o PCP defendeu a continuidade da EPUL, uma vez que não foram apresentados argumentos válidos e fundamentados que justifiquem a extinção duma empresa que existe há 42 anos, com um vasto património, conhecimento e experiência adquirida e com 148 trabalhadores qualificados.

Ler Nota de Imprensa

PS em Lisboa procura igualar PSD/CDS no País

A partir de Abril de 2013 os carros matriculados até 2000 (com 13 anos de idade!) estão proibidos de circular no centro da cidade de Lisboa. Foi este o anúncio do Vereador do Pelouro, assim expondo, particularmente na conjuntura recessiva da nossa economia, e na estrutural degradação dos rendimentos dos trabalhadores portugueses, que o PS, que conduz os destinos da CML, se associa à política do Governo PPD/PSD-CDS/PP favorecendo os mesmos que têm sido servidos pela política de direita que recorrentemente tem determinado os destinos nacionais.

Ler Nota de Imprensa em PDF

Em Lisboa, política municipal do PS para o desporto é a desastrosa continuação da política de direita

mini-piscinaareeiro

Tal como no Governo, PS, PPD/PSD e CDS/PP sucedem-se na Câmara de Lisboa com as mesmas políticas! Um bom exemplo disto é a política desportiva municipal, em Lisboa, dirigida pelo PS, que dá plena sequência à política dos mandatos antecedentes do PPD/PSD–CDS/PP, num pesadelo que dura há mais de uma década, e que nesta nota a CDU ilustra com o  vasto conjunto de piscinas abandonadas.

Ler Comunicado em PDF

Zona Oriental de Lisboa: Convivio dos construtores da Festa a preparar a luta

mini-zorl atalaiaRealizou-se no dia 7 de Outubro, na Quinta da Atalaia mais um almoço dos construtores da Festa do Avante, promovido pela Zona Oriental de Lisboa e contou coma presença de cerca de 80 camaradas e amigos. Esta iniciativa teve a participação de Bernardino Soares, da Comissão Política do CC do PCP que na sua intervenção valorizou o êxito da Festa do «Avante» e a sua importância para o desenvolvimento da luta. Em plena, fase de preparação do XIX Congresso do PCP, realçou a importância do reforço do Partido e da imprescindivel mobilização colectiva para a derrota do pacto de agressão e da ruptura com a política de direita que se impõe para o nosso país.