A degradação do Serviço Nacional de Saúde continua

duquelouleEm nota à Comunicação Social, a Direcção da Organização da Cidade de Lisboa do PCP manifesta grande preocupação relativamente ao encerramento da Extensão de Saúde da Avenida Duque de Loulé, consequência da política de degradação do Serviço Nacional de Saúde levada a cabo pelo Governo.

Ver nota completa:


Nota à Comunicação Social

A degradação do sistema nacional de saúde continua

O actual governo do PSD/CDS tem continuado a política de degradação do Serviço Nacional de Saúde do anterior governo PS levando a que os utentes sejam os maiores prejudicados com o aumento das taxas moderadoras para preços insuportáveis, com a falta de médicos de família, com o encerramento de serviços de saúde.

Em nome de reformas desadequadas e da aclamada contenção de custos, a política deste governo mostra-se desastrosa para o país e atinge cada vez mais pessoas que neste momento já estão sem acesso a cuidados médicos de proximidade.

Há cerca de um ano, em visita à Extensão do Centro de Saúde da Avenida Duque de Loulé, em Lisboa, foram os eleitos do PCP na Câmara e Assembleia Municipal informados pela Direcção do Centro de Saúde e responsáveis desta extensão que, em face do mau estado das instalações, haviam procurado soluções junto da Freguesia do Coração de Jesus e da Câmara Municipal de Lisboa, uma vez que o governo central nada tem feito para solucionar este problema.

O facto desta Extensão servir as populações das Freguesias do Coração de Jesus e de S. José, e do seu eventual encerramento obrigar uma população envelhecida a deslocar-se para a Sede do Centro de Saúde, sita na Av. Ressano Garcia, a uma distância considerável e com poucos acessos em transporte público, torna-se urgente encontrar um espaço alternativo nestas Freguesias para a sua instalação.

Entretanto foi anunciado recentemente o seu encerramento a 15 de Fevereiro, devido à evidente falta de condições, sem que qualquer solução alternativa tenha sido anunciada, com os inconvenientes enunciados para a população.

A esta situação acresce o facto de, aos utentes presentemente sem médico de família, ser proposta a passagem para as Unidades da Alameda (Alameda Afonso Henriques): Rua Carvalho Araújo, 103; da Penha de França (aos Anjos): Rua Luís Pinto Moitinho, 5; de S. Nicolau: Rua de São Nicolau, 13 - 3º; S. Mamede/S. Isabel: Trav. Sta. Quitéria, 37. Situadas em locais ainda mais distantes.

O Vereador do PCP na Câmara Municipal de Lisboa apresentou ontem em reunião de câmara o requerimento a solicitar informações caso a CML esteja a tomar medidas no sentido de encontrar uma solução adequada à instalação da Extensão do Centro de Saúde da Duque de Loulé. O PCP na cidade de Lisboa tanto neste problema como noutros está sempre ao lado das populações e na defesa dos seus interesses.


Lisboa, 14 de Fevereiro de 2013

Direcção da Organização da Cidade de Lisboa