CDU entregou hoje no Tribunal as listas de candidatos à Câmara Municipal de Lisboa, à Assembleia Municipal de Lisboa e às 24 Freguesias da Cidade

 
Entrega das ListasUma delegação da CDU Lisboa composta, entre outros, por João Ferreira (candidato à Presidência da CML), Leonor Moniz Pereira (primeira candidata à AML) e António Modesto Navarro (mandatário concelhio), entregou hoje no Tribunal as listas de candidatos às Eleições Autárquicas 2021 para a Câmara Municipal de Lisboa, Assembleia Municipal de Lisboa e 24 Freguesias da cidade, apresentando um total de 811 candidaturas.
 
Destaca-se a sua composição política em que, para além dos membros do Partido Comunista Português e do Partido Ecologista «Os Verdes», e da ID - Associação Intervenção Democrática, se contam uma centena e meia de candidatos independentes, o que comprova a CDU como grande força política unitária.
 
Os candidatos da CDU são homens e mulheres ligados à vida e às aspirações da população, identificados com diversos sectores de actividades e activistas de várias associações e movimentos de massas. São homens e mulheres que dão expressão à exigência de uma Lisboa onde todos tenham lugar, à luta pela concretização, nos vários domínios, do direito à cidade.
 
As listas da CDU, Coligação Democrática Unitária, PCP-PEV, combinam candidatos com experiência autárquica e provas dadas com candidatos que o são pela primeira vez, demonstrando renovação e ligação à realidade concreta da cidade. Mais de metade dos cabeças de lista são-no nestas eleições pela primeira vez (14).
 
De realçar na composição etária das listas, a participação de várias faixas etárias, contando com uma importante presença de candidatos jovens.
 
No total das listas apresentadas às 24 Freguesias, 50% dos candidatos são homens e 50% são mulheres. Das 26 listas apresentadas, 11 são encabeçadas por mulheres, sendo uma mulher a 2a candidata à CML e duas mulheres as primeiras candidatas à AML.
 
A estes candidatos juntam-se centenas de activistas e apoiantes da CDU comprometidos com a acção e mobilização da população de Lisboa pelo direito a uma Lisboa com vida, pelo direito à habitação, à educação, à mobilidade e transportes públicos, ao trabalho, à cultura, ao desporto, ao associativismo, pelo direito à cidade.