ANA/VINCI têm que garantir estacionamento aos trabalhadores do Aeroporto

20161206aeroportolisboaestacionamentoOs trabalhadores do Aeroporto de Lisboa, que são perto de 20 mil, estão a ficar sem quaisquer alternativas de estacionamento, na sequência das políticas da multinacional Vinci desde que se apossou da ANA, e da passividade da Câmara Municipal de Lisboa e do Governo com o comportamento da multinacional. ´Mesmo os trabalhadores com horarios incompatíveis com os transportes públicos que hoje existem (basicamente, qualquer que entre ou saia entre as 24h00 e as 6h00) não têm acesso ao estacionamento, com a  multinacional a limitar cada vez mais os espaços antes existentes para proceder à sua rentabilização agressiva. O PCP já colocou a questão ao Governo e o Vereador da CDU de Lisboa já anunciou visita ao local para aprofundar conhecimento do problema.

Ler Comunicado em PDF

Contratação Colectiva no SEE: Duas vitórias na luta de continua!

cap oe2017 24112016A aprovação hoje, na Assembleia da República, de duas alterações ao Orçamento de Estado, representam duas importantes vitórias na longa luta dos trabalhadores do Sector Empresarial do Estado em defesa da contratação colectiva: foi revogada a imperatividade do Decreto-Lei 133/13 sobre a contratação colectiva; foi reposto o primado da contratação colectiva, com a aplicação de efeitos remuneratórios a ser realizada em Janeiro, Julho e Janeiro. Uma vitória que deve ser valorizada, mas não pode fazer esquecer o muito que falta avançar e as condições para que esses avanços se dêem: o reforço da luta e do PCP.

Ler Comunicado em PDF

Trabalhadores dos Transportes Marcham até ao Parlamento em defesa da Contratação Colectiva

20161123 123019Largas centenas de trabalhadores das empresas públicas de transportes, convocados por mais de trinta organizações representativas, marcharam hoje até à Assembleia da República em defesa da contratação colectiva, concretamente: exigindo que acabem os roubos por via do Orçamento de Estado e exigindo a revogação do decreto-lei 133/13. O deputado do PCP, Bruno Dias, deu nota dos avanços registados na luta institucional, e sublinhou a importância da luta de massas em cada um desses avanços. 

PCP apresenta iniciativas legislativas sobre a idade limite para condução profissional e suas implicações

idadelimite2

Há profissões onde se coloca a necessidade de existência de limites para o seu exercício. O PCP sempre defendeu que os trabalhadores dessas profissões possam aceder à reforma sem penalizações derivadas desses limites. No caso dos motoristas, o novo Código da Estrada alarga o limite de idade dos 65 para os 67, sem apresentar qualquer justificação para essa alteração. Na sequência da petição organizada pela FECTRANS e dos apelos de outras ORT's, o PCP tomou agora a iniciativa de apresentar no parlamento duas iniciativas legislativas para corrigir a actual situação: uma Apreciação Parlamentar para alterar o Decreto-Lei que alterou o Código da Estrada e um Projecto de Resolução sobre a idade da reforma.

Ler Apreciação Parlamentar
Ler Projecto de Resolução

Em defesa da Contratação Colectiva: Unidade e Luta para alterar o OE2017

oe2017 seetransportesEm comunicado aos trabalhadores das empresas públicas de transportes, o PCP destaca os avanços e as insuficiências do Orçamento de Estado para 2017 no que respeita ao compromisso assumido pelo governo de repor o pleno direito à contratação colectiva nestas empresas. Um comunicado onde o PCP reafirma o seu compromisso de avançar com as propostas de alteração ao OE 2017, e onde sublinha a importância da unidade e luta dos trabalhadores para que essas alterações possam ser materializadas.

Ler Comunicado em PDF

Comunicado aos Assistentes de Portos e Aeroportos

capa apas1610Em comunicado aos Assistentes de Portos e Aeroportos, o PCP percorre todo o processo - o seu passado, presente e futuro - para reafirmar a sua posição inequívoca sobre o sector e a luta que nele se trava, uma luta contra a precariedade e a exploração, pelo trabalho digno e com direitos.

Ler Comunicado em PDF

PCP lança terceira fase da Campanha Pública pelo Alargamento do Passe Social Intermodal

IMG 1850Com a presença de Jerónimo de Sousa, o PCP lançou hoje em Alverca a terceira fase da sua campanha pelo Alargamento do Passe Social Intermodal, iniciando um processo de ampla recolha de assinaturas. Depois da proposta do PCP ter merecido o apoio em todos os 18 municípios da Área Metropolitana, é agora necessário vencer as resistências na Assembleia da República, onde PS, BE, PSD e CDS querem impedir a aprovação da proposta do PCP e que o alargamento seja uma realidade já em Janeiro de 2017.

Ler Comunicado Metropolitano em PDF

Ler Comunicado sobre »As Vantagens para Alverca» em PDF

Trabalhadores e Utentes exigem respostas urgentes!

utentestrabalhadores20160922Uma marcha de protesto levou hoje trabalhadores e utentes entre o Cais Sodré e o Camões, exigindo respostas urgentes do Governo à brutal degradação dos transportes públicos em Lisboa. Exigiram a contratação dos trabalhadores em falta, a libertação de verbas para a manutenção de equipamentos e a concretização dos investimentos inadiáveis (Arroios e Cascais, por exemplo).

PCP: ao lado dos utentes e das populações pelo alargamento do passe social intermodal

Decorreu a 20 de setembro a discussão na Assembleia da República do projecto-lei do PCP de Alargamento do Passe Social Intermodal a toda a Àrea Metropolitana de Lisboa. Depois do mesmo ter recebido o apoio em todos os municípios da Área Metropolitana de Lisboa (e portanto ter sido apoiado por muitos eleitos de outros partidos) a aprovação na Assembleia está mais complicada, como era de esperar (uma coisa é aprovar recomendações, outra tomar decisões que favoreçam de facto os trabalhadorres e o povo). Para se tentar construir uma solução que possa produzir efeitos já para o Orçamento de Estado de 2017, a proposta deverá agora baixar à Comissão por 15 dias.

Transportes Públicos: Activamente solidário com a luta de trabalhadores e utentes, PCP chama Ministro do Ambiente para respostas urgentes!

mini-cartazete22092016Face à degradação dos transportes públicos na AM Lisboa, o PCP decidiu chamar o Ministro do Ambiente à Assembleia da República para esclarecer a razão do adiamento de medidas inadiáveis. Esta acção do PCP expressa a sua activa solidariedade com a justa luta dos trabalhadores e utentes, que conhecem esta semana importantes jornadas de luta.

Ler Requerimento em PDF