PCP leva à Assembleia da República luta contra a privatização do Metro e da Carris

O PCP apresentou na Assembleia da República duas propostas para chumbar os decretos-lei do Governo que, alterando o estatuto jurídico de Carris e Metro de Lisboa, se destinam a facilitar a subconcessão destas empresas ao capital. Na mesma ocasião, o PS apresentou meras propostas de alteração aos decretos, que mantêm o mais grave da proposta do governo (a criação da possibilidade juridica de subconcessionar a actividade das empresas) e ainda esquecem a realidade metropolitana destas duas empresas estratégicas. No debate da especialidade o PCP sublinhará a importância de chumbar - totalmente - as iniciativas do Governo.

Ler intervenção do PCP na Apresentação das propostas do PCP

Ler Proposta de AP sobre Decreto da Carris

Ler Proposta de AP sobre Decreto do Metro

Travar, em todas as frentes, a luta contra a privatização da Carris e do Metro

cmlmocaoO PCP apresentou na reunião da Câmara Municipal de Lisboa desta quarta-feira uma moção visando uma tomada de posição activa do município contra os decretos-lei 174/2014 e 175/2014 que se destinam a facilitar a privatização do Metro e da Carris. A moção foi aprovada com o voto contra do PSD e do CDS.

Ver Moção aprovada em PDF

PCP propõe chumbos dos Decretos-Lei que visam subconcessionar o Metro e a Carris

mini-metrocarris papsO Grupo Parlamentar do PCP decidiu chamar à Apreciação Parlamentar os Decretos-Lei que o Governo fez publicar a 5 de Dezembro e se destinam a  agilizar o processo de entrega destas empresas à exploração capitalista. Nestes textos o PCP aponta as verdadeiras razões da opção do governo pela subconcessão a privados que esta legislação possibilita e alerta para a tentativa de retirar direitos à CM Lisboa.

Texto sobre o DL 174/2014 (Carris) em PDF

Texto sobre o DL 175/2014 (Metro) em PDF

PCP ouve ORT's da Carris e do Metro sobre o processo de privatização em curso

metrocarris cmlpcpO Vereador do PCP na CM Lisboa, João Ferreira, reuniu hoje com ORT's da Carris e do Metropolitano de Lisboa (estiveram presentes a CT da Carris e do Metro, o STRUP/CGTP-IN, o STTM, o SENSIQ e o SERS).  A reuniu permitiu apresentar de viva voz as posições que o PCP tem defendido na autarquia de Lisboa, ouvir as opiniões e posições das ORT's presentes e deixar um apelo e um compromisso do PCP: da necessidade de fazer convergir na luta contra a privatização destas empresas as forças suficientes para travar o actual processo de subconcessão - os trabalhadores da Carris e do Metro e as suas ORT's, os utentes, as populações e as autarquias da Área Metropolitana de Lisboa.

Comunicado aos Trabalhadores do Metro e da Carris sobre o processo de privatização das duas Empresas

carrismetro20novO Sector dos Transportes está a distribuir aos trabalhadores do Metro e da Carris um comunicado onde, essencialmente, se faz um ponto da situação sobre o processo de privatização. Aí se alerta para o facto do Governo ter decidido avançar com o processo de concurso público para a privatização e das negociações com a CML terem terminado, se esclarece que foi esse terminus que motivou a proposta levada à CML pelo PS no dia 13 e 20 de Novembro, e se apresentam as razões do PCP para ter votado contra essa mesma proposta. No Comunicado o PCP sublinha a necessidade de dar prioridade à luta contra o processo de privatização lançado, uma luta onde podem convergir trabalhadores, utentes e autarquias, que juntos têm força para derrotar esta tentativado Governo.

Ler Comunicado em PDF

PCP avança com iniciativa na Assembleia da República para travar a fusão e privatização do Metro, da Carris, da Transtejo e da Soflusa

mini-ppp4Face à publicação do Decreto-lei que aponta para a fusão das Administrações das empresas de transportes de Lisboa, o PCP  decidiu chamá-lo à apreciação parlamentar com o objetivo de revogar o actual processo de fusão do Metro com a Carris e impedir o seu alargamento à Transtejo e à Soflusa. Em Nota de Imprensa das Direcções Regionais de Lisboa e Setúbal, o PCP recorda as desastrosas consequências do processo em curso - principalmente para utentes e trabalhadores - e dos verdadeiros objectivos e perigos deste caminho de privatização dos transportes públicos.

Ler Nota de Imprensa em PDF
Ler pedido de Apreciação Parlamentar em PDF
Ler Projecto-Lei de revogação do DL 98/2012

Novos contratos para a PPP na STCP e MP enviam mais de mil milhões para o privado

mpstcp cO Governo realizou, a mando dos capitalistas do sector, uma revisão do Contrato para a Subconcessão do Metro do Porto e dos STCP. Uma situação escandalosa esta, a de se alterar os concursos ao sabor das ordens dos capitalistas, mas agravada pela opacidade com que o Governo tenta disfarçar este processo, multiplicando-se em conferências de imprensa mas recusando aos deputados o acesso aos documentos oficiais. O PCP requereu, novamente, o envio dos documentos do concurso.

Ler Requerimento em PDF

Fectrans e Comissões de Utentes juntos em plenário no Camões: unidade e luta contra as privatizações!

20141016 camoesRealizou-se hoje uma concentração de dirigentes e delegados sindicais da FECTRANS, no Largo Camões, contra a privatização dos transportes públicos e contra o ataque aos direitos dos trabalhadores do sector. Em representação do MUSP, Cecília Sales interveio sublinhando a importância para os utentes da luta por uma política de defesa do transporte público de qualidade, e da acção convergente com as ORT's, cujos interesses são convergentes com os dos utentes.

Contra o roubo dos complementos de reforma: a luta continua!

 

 O PCP, através do seu Secretário-Geral, confrontou hoje o primeiro-ministro com o roubo dos complementos de reforma dos trabalhadores das Empresas Públicas, nomeadamente do Metro e da Carris, exigindo que essa medida injusta seja imediatamente revertida no Orçamento de Estado para 2015.

Contra as Mentiras do Governo, Trabalhadores promovem Informação aos Utentes dos Transportes

mini-9outAs Organizações Representativas dos Trabalhadores dos Transportes distribuíram esta quinta-feira um importante comunicado aos utentes dos transportes públicos onde desmascaram as mentiras do Governo, e demonstram como o que se prepara é um novo conjunto de PPP's, que implicarão mais custos para os utentes, mais custos para o Estado e pior serviço público. Tudo para permitir o lucro de meia dúzia de capitalistas.

Comunicado aos Utentes em PDF