Jornalistas em luta contra violento ataque à democracia

As organizações representativas dos jornalistas e outros trabalhadores no "Jornal de Notícias", "Diário de Notícias", "O Jogo", TSF, Global Imagens e "Notícias Magazine" realizaram no passado dia 7 de Julho uma vigília em Lisboa (e também no Porto) junto ao edifício "Diário de Notícias " na Avenida da Liberdade contra o despedimento de colectivo de 140 trabalhadores, 64 dos quais jornalistas, pretendido pelo Grupo Controlinveste, detentor destas publicações.

 

As estruturas representativas dos trabalhadores recordam que a "intenção do Grupo Controlinveste de despedir 160 trabalhadores, 140 dos quais através de despedimento colectivo, foi veementemente rejeitada pelo Sindicato dos Jornalistas e que, em plenários, os jornalistas exigiram a suspensão dos processos." A vigília que contou com a presença de dezenas de jornalistas denunciou o ataque ao pluralismo informativo como violento ataque à Democracia.

A deputado à Assembleia da República Carla Cruz esteve presente demonstrando a solidariedade do PCP com a justa luta destes trabalhadores alvos de despedimento colectivo.