Apelo dos Intelectuais Comunistas da Área do Património

eleies_legislativas_2011_-_patrimnio-1.jpgO objectivo das troikas é "construir um Estado que sirva apenas para favorecer os negócios de milhões dos grandes grupos económicos e financeiros, destruindo o princípio de um país para todos os portugueses" denuciam os Intelectuais Comunistas da Área do Património num apelo recentemente publicado. "A finalidade dos grandes grupos capitalistas é criar a aberração de um Estado garantidor dos seus lucros. Para estes que se privatize tudo: da água ao património, dos sectores financeiros aos sectores chave dos transportes e da indústria. Os lucros serão para os capitalistas, os prejuízos serão pagos por quem vive da sua força de trabalho" acrescentam.

No que respeita à Cultura estes intelectuais dizem: "Estas políticas de ataque ao emprego público subscritas pelo PS, PSD e CDS, em nome da solução da crise, não farão mais que agravar as deficiências do funcionamento da administração estatal e da situação económica e social do país. Assim como têm tido e terão consequências catastróficas para a cultura em geral e para o património histórico em particular".

Ainda no mesmo comunicado podemos ler: Por uma política patriótica de esquerda que defenda o desenvolvimento nacional, o valor do trabalho e o património cultural que é de todos os portugueses, os intelectuais comunistas apelam ao voto na CDU no próximo dia 5 de Junho".

Ler comunicado em PDF