Sector Intelectual do PCP presta homenagem a João de Freitas Branco

mini-freitasbranco.jpgNo domingo, 28 de Fevereiro, a Sala dos Espelhos do Palácio Foz, em Lisboa, encheu-se para homenagear João de Freitas Branco, musicólogo, falecido há 20 anos. Além de prestigiado musicólogo e responsável pela renovação da programação do São Carlos, cuja direcção assumiu em 1970, foi um destacado anti-fascista e militante do PCP nos anos 40-50, como revelado no Caderno Vermelho nº 17, num texto da autoria do seu filho João Maria de Freitas Branco.
Este foi acompanhado na mesa da inciativa por Filipe Diniz, da Direcção do Sector Intelectual de Lisboa do PCP, e José Casanova, membro do Comité Central do PCP e director do Avante! - que fez uma intervenção política de homenagem a João de Freitas Branco. João Maria de Freitas Branco, que acompanhou de perto o seu pai, recontou diversos episódios da sua vida e obra. A cerimónia contou também com a magnifica prestação da soprano Ana Paula Russo, acompanhada pelo pianista Francisco Sassetti, que prendaram a assistências com duas áreas de Mozart, das óperas Nozze di Figaro e Dom Giovanni.