PCP solidário com os trabalhadores da Motorpress


motorpress.jpgA notícia da intenção de despedimento colectivo de 28 trabalhadores da Motorpress Lisboa, apesar de esperada, não deixa de ser chocante. Este processo, que inclui o encerramento das publicações “Auto Magazine” e “Maxi Tunning”, começou, ainda este ano, com redução de trabalhadores e a tentativa de redução dos vencimentos em 10 por cento. O PCP solidariza-se com os trabalhadores da Motorpress, condena o processo de despedimento colectivo, e manifesta a sua disponibilidade para intervir ao seu lado na defesa do emprego com direitos e de uma informação livre, democrática e plural.
PCP solidário com os trabalhadores da Motorpress

A notícia da intenção de despedimento colectivo de 28 trabalhadores da Motorpress Lisboa, apesar de esperada, não deixa de ser chocante. Este processo, que inclui o encerramento das publicações “Auto Magazine” e “Maxi Tunning”, começou, ainda este ano, com redução de trabalhadores.

Este atentado contra os profissionais da comunicação social insere-se numa ofensiva mais geral contra os trabalhadores, sendo notório que muitas empresas aguardaram pelo fim do período eleitoral para avançar com encerramentos e despedimentos. O compasso de espera visou garantir o sucesso da demagogia eleitoral dos partidos da alternância para que pudessem prosseguir as políticas de direita desenvolvidas pelo Governo PS.

A crise do capitalismo é, habilmente, utilizada pelos empresários e pelo governo para agravar as condições de vida dos trabalhadores. Num ano, mais de uma centena de profissionais da comunicação social foram lançados no desemprego. Destacamos os casos da Controlinveste, Cofina, Impresa, Impala, Prisa e Media Capital.

Semeando o desemprego e a precariedade, o capital aposta também no medo gerado por tais situações para tentar manter os trabalhadores desmobilizados. Mas como a experiência demonstra, só a união e a luta de todos, em conjunto com as  suas organizações representativas, pode derrotar a ofensiva patronal e garantir a defesa dos legítimos direitos dos trabalhadores do sector.

O PCP solidariza-se com os trabalhadores da Motorpress, condena o processo de despedimento colectivo, e manifesta a sua disponibilidade para intervir ao seu lado na defesa do emprego com direitos e de uma informação livre, democrática e plural.

Sector da Comunicação Social de Lisboa do PCP