Concentração da Fectrans pela contratação colectiva nos transportes e telecomunicações

mini-hpim2752.jpgMais de 200 activistas sindicais dos sindicatos da FECTRANS (Federação das Comunicações e Transportes) realizaram hoje um desfile até à residência oficial do 1º Ministro, em luta pela defesa do direito à contratação colectiva. Exigiram do Governo uma alteração na sua postura de cumplicidade com estas políticas, bem expressa nos péssimos exemplos das Empresas maioritariamente detidas pelo Estado, onde os 4 anos de governação PS/Sócrates se pautaram pela prepotência e a ofensiva contra os direitos dos trabalhadores.

Continuar...

Pedreiras da Ferbritas: Prossegue a transferência para os privados do sector ferroviário nacional

pedre.jpgO Governo prosseguiu esta semana com o desmantelamento do sector ferroviário, transferindo para o capital privado as pedreiras da Ferbritas (empresa pública mal gerida por este governo). Como exemplo do brilhante negócio, fica o registo do Governo ter transferido para os privados a única pedreira de balastro granítico, com ligação ferroviária, da zona de construção do troço Caia-Poceirão da alta velocidade. O PCP apresentou um requerimento ao Governo sobre esta questão.

Ler Requerimento do PCP ao Governo

PCP apela à luta contra a privatização da TAP, ANA, SPDH e Portway

av_priv.jpgAs Células do PCP no Aeroporto de Lisboa iniciaram a distribuição de um comunicado aos trabalhadores da TAP, ANA, SPDH e Portway, quatro empresas que estão na mira dos interesses económicos privados, e cuja privatização às mãos dos partidos da política de direita (PS, PSD e CDS) está iminente. Nesse comunicado, o PCP sublinha que só os trabalhadores podem impedir mais este crime contra a economia nacional: lutando em defesa das suas empresas; e levando essa luta até ao voto.

  Ler Comunicado em PDF

PCP por uma gestão democrática do Metropolitano de Lisboa

mini-jernimo.jpgO PCP, sublinha a Célula do Metropolitano de Lisboa, chamou à Apreciação Parlamentar o Decreto-Lei que altera os Estatutos da Empresa, e fê-lo por duas razões essenciais: Porque nem Presidente da República, nem Primeiro-Ministro, nem Governo, cuidaram da constitucional obrigação de ouvir o parecer da Comissão de Trabalhadores da Empresa. E porque se trata de uma proposta que torna menos transparente a gestão da empresa, permitindo o seu crescente enfeudamento à agenda dos interesses privados que vão tomando conta do próprio sector público.

Ler Pedido de Apreciação Parlamentar

Concentração do STAL e da FECTRANS lança campanha pelos direitos dos Motoristas Profissionais

mini-fectrans.jpg

Activistas sindicais representantes dos motoristas profissionaisda Administração Local e do sector privado concentratram-se hoje frente aoMinistério dos Transportes, em Lisboa, numa acção quepretendeu exigir a alteração do novo diploma para aquisição deCertificado de Aptidão Profissional, Carta de Qualificação de Motoristae Formação contínua obrigatória. A FECTRANS –Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações - e o STAL –Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local – lançaram na ocasião uma petição exigindo a alteração do DL 126/2009.
 
Ler Resolução aprovada na Concentração
 
Ler Comunicado do PCP sobre as alterações necessárias ao DL 126/2009
 
Ler Texto do pedido de Apreciação Parlamentar do PCP ao DL 126/2009 

Dinamizar a EMEF e o Pólo da Amadora: A luta Continua!

O Grupo Parlamentar do PCP avançou com um requerimento ao Ministério dos Transportes questionando-o sobre as medidas que pretende implementar para, através da obrigatoriedade de incorporação nacional na EMEF, garantir que as novas aquisições de comboios em curso sejam uma importante alavanca de dinamização da EMEF no pólo da Amadora e nos restantes pólos por todo país. Este requerimento expressa ainda a preocupação do PCP que, depois de PS e PSD terem permitido o encerramento da Sorefa, prossigam uma política que desperdiça todas as oportunidades de valorização do aparelho produtivo nacional.

Ler Requerimento em PDF

Comunicado do PCP ao sector do táxi da Cidade de Lisboa

txlisboa1.jpgPerante a intenção expressa da Câmara Municipal de Lisboa de alargar o número de licenças de taxi na Cidade, o Sector dos Transportes da ORL editou um comunicado aos taxistas onde sublinha a sua posição de que o transporte de pessoas de mobilidade reduzida (medida que justificaria este alargamento das licenças) deve ser feito com apoios financeiros para a adaptação dos táxis existentes, e não pelo aumento do contingente actual, pois qualquer alargamento do número de licenças significará uma degradação ainda maior das dificuldades económicas que se abatem sobre o sector.

Ler Comunicado em PDF

PCP apela à luta dos Motoristas e chama DL 126/2009 à Assembleia da República

motor_cap.pngO Governo, por Decreto-Lei, estabeleceu novas exigências para a formação inicial e continua dos motoristas de pesados (sejam de passageiros ou de mercadorias). Mas fê-lo, como é costume, nas costas e sobre os bolsos dos motoristas. O PCP, ao mesmo tempo que chamou o decreto-lei à apreciação parlamentar, está a distribuir um comunicado de apelo à luta dos motoristas em defesa dos seus direitos.

 

Ler texto do Pedido de Apreciação Parlamentar

Ler Comunicado do PCP aos Motoristas

Solidariedade com trabalhador em luta contra a repressão patronal

strupsantarem160.jpgUma delegação de Dirigentes Sindicais de Lisboa do STRUP esteve ontem em Santarém, expressando a activa solidariedade com um dirigente sindical rodoviário que iniciouuma greve da fome face à prepotência da Administração e à passividade cumplice do Governo para com este. Apesar de ter ganho em Tribunal a acção que moveu contra a Empresa esta recusa-se a cumprir a sentença, prosseguindo a descriminação e repressão sindical. Os deputados do PCP na Assembleia da República já exigiram do Governo que faça cumprir a lei!

Continuar...

Contra o desmembramento e privatização da CP: a luta é o caminho!

ferr.jpgO PCP, através do seu grupo parlamentar, avançou com o pedido de apreciação parlamento do decreto-lei com que o Governo pretende prosseguir o processo de desmembramento e privatização do sector ferroviário nacional. Em comunicado aos trabalhadores, o PCP sublinha a gravidade das medidas agora avançadas, nomeadamente da segmentação para privatização do transporte ferroviário de mercadorias e da autorização para as concessões a privados da exploração dos transportes ferroviários suburbanos de passageiros. E aponta a necessidade e possibilidade de, pela luta e pelo voto, derrotar esta política.

Ler Comunicado do PCP em PDF

Ler Pedido de Apreciação Parlamentar apresentado