Boletim do Sector: O Orçamento de Estado e os Ferroviários

bol ferr out 2017Está em distribuição o Boletim do PCP no Sector Ferroviário. Um Boletim onde se aborda com detalhe as matérias relativas ao Orçamento de Estado, quer as relativas às questões laborais, quer as relativas ao futuro do sector. Um documento onde se alerta para a necessidade de lutar pela satisfação das justas reivindicações dos trabalhadores. No Boletim informa-se ainda das iniciativas realizadas nos últimos meses sobre o sector e apela ao protesto contra o facto de a CP ter recebido de Indemnizações Compensatórias menos 75% que as privadas Fertagus e MST, apesar da rede incoparavelmente superior que assegura e a preços muito mais reduzidos.

Ler Boletim em PDF

OE 2018: É preciso acabar com o congelamento salarial e com a proibição de contratar os trabalhadores necessários!

20171017 metro oe2018A Célula do PCP no Metropolitano está a distribuir aos trabalhadores um comunicado sobre a proposta de Orçamento de Estado para 2018 apresentada pelo Governo. Onde se valoriza alguns avanços, mas se sublinha a gravidade do Orçamento manter a imposição do congelamento salarial e a proibição de contratação de trabalhadores no SEE, alémde um conjunto de outros aspectos negativos que reflectem os compromissos de sempre do PS como grande capital.

Ler Comunicado em PDF

PCP contesta novo regime sancionatório nos transportes públicos

multasinvalidasO PCP apresentou um pedido de Apreciação Parlamentar ao Decreto-Lei do Governo que introduziu um conjunto de alterações ao regime sancionatório nos transportes públicos. O PCP reconhece alguns avanços na proposta do Governo, mas continua a considerar inaceitável que utentes possam ser multados (mesmo que num regime atenuado de 87,5 a 210 euros) apesar de terem um título pago e válido, só por não ter sido revalidado à entrada do transporte, punindo a distração ou até imputando ao utente uma simples avaria do sistema.

Ler Pedido de Apreciação Parlamentar em PDF

Falência da Monarch: PCP questiona sobre custos para Portugal

monarchO PCP questionou o Governo sobre o processo de insolvência da «low-cost» Monarch, sobre os prejuízos causados à economia nacional (fala-se de divídas de milhões às unidades hoteleiras) e aos passageiros, e sobre as medidas tomadas para defender passageiros e empresas e dos custos dessas medidas para o Estado. Tendo em conta os aspectos de fraude que o modelo «low-cost» incorpora, o PCP questiona ainda que medidas estão a ser ponderadas para evitar os custos de novas insolvências que se avizinham e para combater este modelo.

Ler Requerimento em PDF

Combater toda a exploração no Aeroporto de Lisboa

asacrosstaff102017Continua a degradar-se o ambiente laboral no Aeroporto de Lisboa, com o crescente recurso a empresas de trabalho precário e a prestadores de serviço. Constrói-se assim um modelo de exploração acrescida que leva a que a crescente riqueza gerada no Aeroporto seja cada vez mais apropriada pelos patrões. Na ASA/CROSSTAFF o patronato chega ao ponto de exigir aos trabalhadores que não estejam doentes, a exigir que estejam ao serviço da empresa mesmo quando não estão no seu horário, espalhando pelo meio diversas ameaças e insultos. Um comportamento que mereceu a resposta das células do PCP no Aeroporto e do Grupo Parlamentar do PCP.

Ler Comunicado do PCP em PDF

Ler Requerimento em PDF

João Ferreira com as ORT do Metropolitano: Compromisso com os trabalhadores e com o transporte público!

21765132 1659352380781453 7783896728717590328 nA CDU, incluindo o seu candidato a Presidente da CM Lisboa, João Ferreira, esteve hoje reunida com as Organizações Representativas dos Trabalhadores do Metropolitano, numa reunião que serviu essencialmente para reafirmar a importância estratégica que a CDU atribui aos transportes públicos da Cidade e da Área Metropolitana, e o seu compromisso de sempre com os direitos dos trabalhadores. Ocasião ainda para a CDU criticar a falta de soluções para os problemas do Metropolitano (nomeadamente para a não contratação dos trabalhadores operacionais em falta) e para criticar a aposta do actual Governo em investir numa Linha circular em vez de levar o Metropolitano à zona Ocidental da Cidade e a Loures como defende a CDU.

PCP chama à apreciação parlamentar o Decreto-Lei dos Complementos de Reforma da Carris

carris papcomplNas costas dos trabalhadores da Carris, o Governo fez sair um Decreto-Lei transferindo os complementos de reforma da Carris para a CGA, e aproveitando para, à boleia, retirar um conjunto de direitos aos trabalhadores. Depois de reunir com as ORT da Carris, o PCP avançou com um pedido de apreciação parlamentar com vista a forçar a sua discussão e promover a sua correção.

Ler Projecto de Apreciação Parlamentar em PDF

Travar o desmantelamento da Ferrovia, defender a oficina de Vagões da EMEF

emef vagonsFace à informação dada aos trabalhadores de que a Oficina de Vagões da EMEF vai ser encerrada, o Grupo Parlamentar do PCP confrontou o Governo, exigindo esclarecimentos e apontando a necessidade de valorizar a EMEF em vez de continuar o caminho de pulverização e destruição do sector ferroviário.

Ler Requerimento em PDF

CDU: Provas dadas na defesa dos trabalhadores da Carris

carris2017A célula da Carris está a distribuir aos trabalhadores da Empresa um comunicado com as razões acrescidas que têm para dar força à CDU. Um comunicado onde se recorda os roubos nos salários e direitos desde 2010 e a luta contra eles, o processo de privatização e a sua superação, e o processo de municipalização e a intervenção em defesa da Carris e dos direitos dos trabalhadores.

Ler Comunicado em PDF

Comunicado ao Sector do Táxi apela ao voto na CDU

taxi2017Está a ser distribuído aos profissionais do sector do táxi um comunicado de apelo ao voto na CDU, e onde se dá conta dos compromissos da CDU para com o sector e das razões acrescidas deste para votar CDU. O voto na CDU é não só o que contribui para reforçar o reconhecido projecto autárquico da CDU e para eleger candidatos trabalhadores, honestos e competentes, como é o voto que dá força às justas reivindicações dos profissionais do táxi, como a vida tem demonstrado.

Ler Comunicado em PDF