A administração da Fidelidade julga estar acima das leis do país... mas mais cedo que tarde terá de mudar de atitude

Em comunicado aos trabalhadores da Fidelidade, o Sector de Seguros da ORL do PCP lembra que "A administração da Fidelidade não aplica o Contrato Colectivo de Trabalho de 2008 apesar do Ministério do Trabalho/DGERT, a ACT (Autoridade para as Condições do Trabalho) e o Tribunal de Trabalho do Porto terem reconhecido a sua validade. A administração da Fidelidade prefere recorrer da decisão do Tribunal de Trabalho do Porto em vez de repor uma injustiça e devolver os Subsídios de Férias e de Natal de 2012. A administração da Fidelidade altera sem informar ninguém as condições dos seguros de saúde a um dia da data da renovação das apólices, prejudicando novamente os trabalhadores". Este contínuo desrespeito pelos trabalhadores só é possível devido à cumplicidade do Governo PSD/CDS-PP e do Presidente da República. Ler documento em PDF