CC VASCO DA GAMA - AOS TRABALHADORES DO CONTINENTE E WORTEN

AOS TRABALHADORES DO CONTINENTE E WORTEN
CENTRO COMERCIAL VASCO DA GAMA

Se um trabalhador exerce uma função que faz falta à empresa permanentemente, esse trabalhador deve ser efectivo. É um princípio geral do direito do trabalho.
 
Mas aqui não só não é cumprido este princípio como se chega ao desplante de despedir trabalhadores, não renovando o contrato, e depois voltar a admiti-los noutra secção, fazendo novo contrato como se eles nunca tivessem traballhado na empresa.
 
Sempre se poupa algum dinheiro porque os lucros do patrão são pequenos!
 
Os horários de trabalho começaram a ser alterados nalgumas secções através de conversa das chefias com os trabalhadores. É ilegal!
 
Os responsáveis das lojas deviam saber que os horários não podem ser alterados sem discussão com os Sindicatos.
 
Há secções em que os dois dias de folga seguidos já não são praticados e o trabalhador trabalha 10 horas por dia. Tudo ilegal!
 
E aqui fica o nosso alerta: as alterações que o governo PS quer fazer às leis do trabalho vão precisamente neste sentido, dar plenos poderes ao patronato para:
 
- Estabelecer os horários que quiser (e querem ir até às 50 h. semanais)
 
- Aumentar anualmente os salários se quiser,
 
- Despedir quem quiser
 
- Deixar de haver Contrato Colectivo de Trabalho.
 
Não estamos a exagerar. Se estas alterações a que se chama “Livro Branco” fossem para a frente os trabalhadores ficariam sem nada.
 
Não nos resta alternativa senão engrossar a luta, passando a participar já no dia 17 de Abril às 14.30 no Saldanha na manifestação convocada pela CGTP-IN (os Sindicatos cobrem a participação de todos os trabalhadores).

NÃO VAMOS ACEITAR AS INJUSTIÇAS E ILEGALIDADES!


Abril de 2008

A Organização do PCP para as Grandes Superfícies