"Engenharia eleitoral" em Vialonga

A CDU-Vialonga distribui um documento à população onde denuncia que "No dia 12 de Setembro, a presidente de Câmara (e candidata do PS) veio a Vialonga realizar uma péssima amostra de “Engenharia Eleitoral”: julgando que a população vialonguense tem memória curta ou é dotada de baixo grau de inteligência, teve a coragem de vir inaugurar uma parte da primeira fase do Parque Urbano da Flamenga, que já se encontra terminada há cerca de 9 meses mas, por “coincidência”, só agora reuniu as condições para ser inaugurada."

 

“Engenharia Eleitoral” em Vialonga
Presidente da Câmara Municipal inaugurou um terço do Parque da Flamenga, obra já terminada há 9 meses!

No dia 12 de Setembro, a presidente de Câmara (e candidata do PS) veio a Vialonga realizar uma péssima amostra de “Engenharia Eleitoral”: julgando que a população vialonguense tem memória curta ou é dotada de baixo grau de inteligência, teve a coragem de vir inaugurar uma parte (falta fazer o terraço ajardinado com a esplanada/bar e reparar o muro mirador do parque, defronte do hospital) da primeira fase do Parque Urbano da Flamenga, que já se encontra terminada há cerca de 9 meses mas, por “coincidência”, só agora reuniu as condições para ser inaugurada.

Para que a história “não caia em saco roto”, recordemos alguns dados do processo Parque Urbano:

- A construção do Parque estava prevista no Plano de Urbanização, projecto feito ainda no tempo em que a CDU geria os destinos da Câmara Municipal;

- A Câmara PS assumiu construir o parque urbano em substituição do construtor;

- A Câmara recebeu da Quinta da Flamenga, em taxas de urbanização e licenças de construção mais de um milhão de euros);

- Os moradores do Bairro da Flamenga adquiriram as suas casas a preços mais elevados pela proximidade com o parque e vêem as suas habitações cercadas de lixo, mato e obras em ritmo “páraarranca”;

- A população viu-se obrigada, em Abril 2006, a combater a ineficácia do Executivo Municipal PS, criando o Movimento Jardim Parque Urbano da Quinta da Flamenga (MJPUQF);

- A Câmara PS foi questionada pelas populações e pela CDU sobre a previsão para a conclusão do parque urbano e a resposta foi muito clara: para a Câmara PS o parque urbano não é uma prioridade e é uma opção deste executivo não terminar a obra;

A inauguração:

Aquando da apresentação, a candidata do PS dirigiu pesadas críticas às pessoas que colocaram documentos e um pano de protesto sobre esta farsa. As críticas não amedrontarão, certamente, ninguém mas... já alguém ouviu falar em Asfixia Democrática? Será só na Madeira que se tentam calar os “incómodos” e se inaugura tudo perto das eleições?

A população de Vialonga não aderiu à iniciativa porque não apoia este tipo de política, não se deixando enganar e levar nestas “inaugurações de última hora”.

na Câmara e na Junta de Freguesia o Parque Urbano da Quinta da Flamenga irá ser concluído e a piscina municipal será construída.

Para isso contamos com o seu apoio. Todos por Vialonga!