OGMA está pior com privatização e apelo à luta

A célula do PCP na OGMA editou um boletim onde denuncia os efeitos da privatização da empresa.


Dois anos após a privatização…
A Empresa mudou para melhor?

Dois anos após a privatização é tempo de um pequeno balanço:

Com a privatização, a empresa está mais evoluída do ponto de vista técnico e logístico?

É ou não verdade que a privatização inviabilizou desenvolvimentos técnicos da Empresa nomeadamente a definitiva possibilidade da criação em Portugal de um Gabinete de Projecto Aeronáutico?

É ou não verdade que a privatização reduziu a multidisciplinaridade da Empresa?
 
Com a privatização a relação entre a Administração e os representantes dos trabalhadores melhorou? É uma relação franca? De boa-fé?

É ou não verdade que o Acordo de Empresa, após duas revisões continua a não contemplar importantes direitos dos trabalhadores conquistados à custa de muitas lutas?

Eis algumas das ofensivas:

- Novo regime de ajudas de custo
- Os chamados “Novos horários”
- Redução do horário flexível
- Fim da pausa remunerada entre o trabalho regular e trabalho extraordinário
- Aliciamento aos trabalhadores para cederem às pretensões da administração
- Ameaças aos trabalhadores que resistem às ofensivas da Administração
- Diálogo só com quem assina de cruz as propostas da Administração
- A caridosa “tolerância de ponto” na véspera de Natal.

Nenhuma destas derrotas é irreversível. Tudo depende da relação de forças entre os trabalhadores e a Administração.

Com a luta, a persistência, e a confiança vamos lá!

O próximo passo é a jornada nacional de luta da CGTP marcada para o dia 2 de Março. A ofensiva contra os trabalhadores não apenas na nossa Empresa. É um ataque geral aos trabalhadores, a todos os trabalhadores. Do sector público e privado, jovens e menos jovens. Ninguém está a salvo de uma ofensiva global contra os seus direitos. É por isso necessária uma resposta global, convergente, uma resposta em força dos trabalhadores em defesa dos seus direitos.

Que ninguém falte!

Dia 2 de Março é dia de luta!