CDU em Sintra promove debate público para analisar a actual situação na prestação de cuidados de saúde aos habitantes do concelho

Decorreu em Massamá, no passado dia 7 de Abril, dia mundial da saúde, um encontro/debate, promovido pela CDU, com o lema  “A Realidade da Saúde em Sintra”, para análise da actual situação na prestação de cuidados de saúde aos habitantes do Concelho. Este encontro, inserido na iniciativa de recolha de assinaturas que a CDU está a levar a cabo até ao final de Abril, contou com a participação do vereador da CDU na CMS, Pedro Ventura, com o deputado do PCP na assembleia da república, Bruno Dias e com o enfermeiro Pedro Frias, dirigente do sindicato dos enfermeiros Portugueses.

Sintra Laboral: A luta sai à rua

Na edição de Feveveiro do Sintra Laboral (Boletim Informativo do Sector de Empresas de Sintra do PCP) é feito o apelo á participação dos trabalhadores na Manifestação do próximo sábado. "Existem muitas e justas razões para participar na primeira iniciativa de massas de âmbito nacional convocada este ano pela CGTP-IN. Na jornada de 7 de Março, que se pretende que tenha expressão de rua em todas as capitais de distrito de Portugal continental e Regiões Autónomas, lutamos contra o aumento da exploração, da pobreza e exclusão social e das desigualdades, resultado de décadas de política de direita, agravada pelo actual Governo, que é preciso derrotar abrindo caminho à política alternativa de que o País precisa". O documento aborda ainda questões concretas dos trabalhadores no concelho de Sintra e assinala o 94º aniversário do PCP. Ler documento em PDF

Célula da CM/Sintra: Os próximos dias 7 e 13 de Março serão dias de luta para os trabalhadores da Administração Local

A Célula da CM/SMAS de Sintra em comunicado aos trabahadores, lembra as razões para ir à Luta nos próximos dias 7 (Manifestação da CGTP-IN) e 13 de Março (Greve): cortes nos salários; cortes nos dias de férias, mais os 4 feriados roubados; as 40 horas de trabalho por semana que o Governo não desiste de nos impor e que têm sido travada pela grande e continuada luta dos trabalhadores; congelamento das progressões nas carreiras; despedimentos por via da Requalificação. Os trabalhadores comunistas lembram ainda que durante "vigência deste Governo, só na Administração Local, foram eliminados mais de 25 mil postos de trabalho, ou seja um quinto do total, no entanto, cerca de 30 mil desempregados foram colocados nas autarquias ao abrigo dos Contratos de Emprego e Inserção (CEI), desenvolvendo trabalho em actividades permanentes ao qual deveria corresponder um posto de trabalho permanente." Ler Boletim Informativo da Célula da CM/SMAS de Sintra em PDF

Em defesa do Serviço Nacional de Saúde e pela construção de um Hospital Público em Sintra

Depois de várias acções junto dos centros de saúde do concelho de Sintra, ao longo do mês de Janeiro,  as Comissões de Utentes da Saúde dos Concelhos de Sintra e Amadora e a Plataforma de Lisboa em defesa do Serviço Nacional de Saúde, realizaram ao início da tarde de dia 29 de Janeiro (5ª feira) uma Vigília/Protesto junto ao Hospital Amadora-Sintra. Nesta acção, mais de duas centenas de pessoas concentrara-se junto do Hospital, participando num protesto em defesa do Serviço Nacional de Saúde e exigindo a construção de um Hospital Público em Sintra.

Comissão de Utentes da Saúde de Sintra denuncia ruptura dos serviços de urgência no Amadora/Sintra e mobiliza para a Luta em defesa do SNS

A Comissão de Utentes da Saúde do Concelho de Sintra realizou ontem uma Conferência de Imprensa, junto ao Hospital Amadora-Sintra, onde apresentou as conclusões de uma série de acções nos Centros de Saúde do Concelho de Sintra realizada durante este mês. Acções que culminarão numa acção final a realizar no dia 29 de Janeiro, pelas 16 horas, em articulação com a Comissão de Utentes da Saúde da Amadora e a Plataforma de Lisboa em Defesa do Serviço Nacional de Saúde, no Hospital Amadora Sintra, pela defesa do Serviço Nacional de Saúde.

 

Sintra: A água é pública não é um negócio!

Na Reunião de Câmara realizada hoje, dia 2 de Dezembro, a CDU tomou posição sobre a Criação do Sistema Multimunicipal de Águas e Saneamento de Lisboa e Vale do Tejo, reiterando a sua firme rejeição do processo que levou à apresentação da proposta de Decreto-Lei, desenvolvido no desrespeito e à revelia das atribuições e competências do Poder Local.  O objectivo da criação deste Sistema Multimunicipal passa pela criação de condições para transformar a água pública e o serviço público de água num negócio de empresas privadas que, à margem dos interesses do Município e das suas populações, imporiam condições que lhes garantissem os lucros desejados à semelhança do que tem sucedido noutros sectores da economia nacional.

CDU toma posição sobre o Plano de Pormenor da Abrunheira Norte

Encontra-se em fase de discussão pública, o Plano de Pormenor da Abrunheira Norte (concelho de Sintra). A CDU apresentou no passado dia 26 de Novembro a sua posição acerca desta matéria. Participaram nesta apresentação eleitos e activistas da CDU da área geográfica de impacto do referido plano, a saber Rio de Mouro, Algueirão Mem-Martins e Freguesias de Sintra e membros da Coordenadora Concelhia da CDU).

Sintra: 15 dias após a abertura do ano escolar faltam 39 professores no agrupamento de escolas Professor Agostinho da Silva

Em comunicado a CDU - Freguesia de Casal de Cambra (concelho de Sintra) exige respeito pela dignidade de alunos, professores, pessoal auxiliar, pais e encarregados de educação face à inaceitável situação de 15 dias após a abertura do ano escolar faltarem 39 professores no agrupamento de escolas Professor Agostinho da Silva em Casal de Cambra, impedindo que toda as crianças acedam a um direito fundamental, a educação.