Decorreu, ontem, no Auditório Municipal Maestro César Batalha (Oeiras) a apresentação dos principais candidatos à Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Oeiras, S. Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias.

 

Na foto, a partir da direita: Inácia Moisés (Paço de Arcos); Carlos Coutinho (cabeça de lista à AMO); Amílcar Campos (mandatário CDU); Felicidade Silvestre (Caxias); Rogério Pereira (Oeiras) e Daniel Branco (cabeça de lista à CMO), no uso da palavra.

Coube a Rogério Pereira (cabeça de lista) a principal intervenção, com a apresentação de anteprojecto de Programa, centrando-se nos princípios comuns a inscrever no programa final e nas questões de Oeiras. Seguiu-se, após a apresentação dos nomes que integram a lista, um debate muito participado pelos presentes. Uma das questões mais aprofundadas foi a do encerramento das estações dos CTT, a redução de respostas dos Centros de Saúde e a total inadequação da rede de transportes (incluindo os de urgência) para dar solução aos problemas de mobilidade que tais decisões vieram agravar. Perdeu-se proximidade sem se criarem situações que mitiguem as pesadas consequências para os utentes, os quais vieram a ser confrontados com enormes tempos de espera. Outra questão, decorrente desta, foi a necessidade de a CDU não separar a sua intervenção em defesa do Poder Local Democrático das lutas que se desenvolvem a nível nacional e da denúncia do empobrecimento local e das dificuldades financeiras serem, não só decorrentes das politicas de gestão da direita na autarquia, mas também, e sobretudo, das politicas nacionais da responsabilidade da troika nacional. Foram focados e debatidas outra questões, nomeadamente: sobre a água (20% mais cara, que o preço médio nacional); sobre os mercados e a necessidade da sua reanimação; sobre a situação dos trabalhadores do município; sobre a situação do envelhecimento e empobrecimento da população idosa...