Trabalhadores ilegalmente despedidos do Casino Estoril concentraram-se em frente ao tribunal de Cascais

trabalhadores casino

Mais de 3 anos passados após o ilegal despedimento coletivo feito pela administração do Casino Estoril, os trabalhadores, que juntamente com a Comissão de Trabalhadores do Casino Estoril e o seu sindicato de classe impugnaram judicialmente o despedimento, concentraram-se no dia 20 de Março junto ao Tribunal de Cascais.

Exigiram justiça e que, de uma vez por todas, se dê andamento ao processo judicial que se encontra há tempo demais praticamente parado. Indignados com a falta de resposta da justiça os trabalhadores afirmaram a sua firmeza na defesa dos seus direitos, reclamando as medidas necessárias para que seja decretada a ilegalidade do despedimento coletivo. Dizem, por isso, ter as suas vidas em suspenso, já nem tendo, em muitos casos, direito ao subsidio de desemprego. Solidários com a luta destes trabalhadores, Arménio Carlos, secretário geral da CGTP, e Rita Rato, deputada do PCP na Assembleia da República, estiveram presentes. Numa breve intervenção, Rita Rato, saudou a luta dos trabalhadores em defesa dos seus direitos e declarou a solidariedade do seu Partido, bem como, a certeza de que o PCP tudo fará, dentro e fora da Assembleia da República, para que seja feita justiça.

armenio carlos        rita rato