Sobre a reunião de Câmara de Cascais de 14 de Janeiro de 2020

CMCascaisNa reunião de Câmara do passado dia 14 de Janeiro o PCP, através do seu vereador Clemente Alves, interrogou o executivo sobre as notícias vindas a público que põem em causa a relação existente entre a Câmara de Cascais e a empresa NEXTPOWER que assegurou a comunicação e assessoria da candidatura de Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara de Cascais, à liderança do PSD. Em causa estão os vários contratos assinados entre a Câmara e a referida empresa. Em particular, um contrato assinado a 17 de Dezembro de 2019, em plena campanha à liderança do PSD, com a empresa municipal Cascais Próxima. Um contrato de 75 mil euros que Carlos Carreiras, Presidente da Câmara de Cascais, afirmou não ter tido conhecimento e que terá sido anulado após as referidas notícias terem vindo a público, na véspera desta reunião de Câmara. Se a comunicação social levantou suspeitas, as respostas do Presidente da Câmara apenas conseguiram adensar as dúvidas sobre todo este processo.

Continuar...

Tratolixo - PCP solidário com a luta dos trabalhadores

Tratolixo 073Os trabalhadores da Tratolixo, empresa intermunicipal de tratamento de resíduos sólidos detida pela AMTRES - Associação de Municípios de Cascais, Mafra, Oeiras e Sintra - estão hoje em greve por uma justa negociação do Acordo de Empresa (AE). Depois de dois anos de negociações frustradas com a administração da Tratolixo, os trabalhadores convocaram uma greve para o dia 12 de Dezembro, com concentração à porta das instalações da empresa em Trajouce, São Domingos de Rana, em luta, entre outras coisas, por aumentos salariais justos e sem discriminações, pelas 35 horas semanais, pelos 25 dias de férias e pelo subsídio de insalubridade, penosidade e risco para todos. A greve convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) teve um grande impacto, com uma adesão a rondar os 90%, e com os trabalhadores a realizarem uma forte e ruidosa concentração de protesto junto à sede da empresa em Trajouce. O PCP fez questão de estar presente com uma delegação onde participou o seu vereador na Câmara de Cascais, Clemente Alves, em solidariedade com a justa luta dos trabalhadores daquela empresa, que se mostraram disponíveis para continuar a lutar até verem as suas reivindicações respondidas. 

Continuar...

VII Assembleia da Organização do Sector de Empresas de Cascais do PCP

Resoluo Poltica VII AOSEC page-0001No passado domingo, dia 1 de Dezembro, decorreu, no CT de Alcabideche, a VII Assembleia da Organização do Sector de Empresas de Cascais do PCP. A Assembleia que teve como lema: "Reforçar a Organização, por um PCP mais forte", serviu para fazer um balanço do trabalho realizado desde a VI Assembleia, delinear as linhas de trabalho futuro para o sector e eleger o novo Organismo de Direcção. A Assembleia contou com a participação do camarada Ricardo Costa do Comité Central do PCP.  

Ler Resolução Política

PCP denuncia discriminação do executivo PSD/CDS sobre os trabalhadores da Câmara Municipal de Cascais

cmc reposicionamento aNa passada sexta-feira, o PCP esteve em contacto com os trabalhadores da Câmara Municipal de Cascais para denunciar a proposta de posicionamento remuneratório por opção gestionária, apresentada pelo executivo PSD/CDS e aprovada pela maioria PSD/CDS em conjunto com o PS, que penaliza quem tem salários mais baixos e agrava as desigualdades salariais entre os trabalhadores. O vereador do PCP Clemente Alves participou nesta acção de esclarecimento onde foi distribuído um documento aos trabalhadores que se demonstraram muito descontentes com o executivo liderado por Carlos Carreiras que se prepara para anunciar "lucros" superiores a 50 milhões de euros, mas onde os trabalhadores são sempre esquecidos. O PCP lutará para que esta discriminação seja travada e que sejam aplicados aumentos salariais dignos para os trabalhadores.

Ler documento em PDF

Continuar...

Sobre a notícia do encerramento do refeitório e do bar do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão

Comunicado do Sector de Empresas de Cascais do Partido Comunista Português 

A notícia do encerramento do refeitório e do bar do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA) após a realização de uma vistoria da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) não é mais do que o resultado da gestão ruinosa feita pela administração da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML). Uma gestão cada vez mais ligada aos interesses financeiros, como ficou demonstrado com a entrada no capital da Associação Mutualista Montepio Geral, e afastada do seu âmbito social.

Continuar...