Trabalhadores da Pereira da Costa lutam pelos seus direitos

AMADORA
Trabalhadores da Pereira da Costa lutam pelos seus direitos


PCP manifesta a sua total solidariedade  

Em luta desde há vários meses pelos seus direitos. Muitos já foram despedidos, apesar da providência cautelar do Tribunal. Hoje, o dono da empresa voltou à carga. Mas os trabalhadores mantêm a vigilância sobre a situação. O dono ainda não integrou os trabalhadores nem pagou os salários e o Governo permite esta agressão contra os direitos dos trabalhadores.

A empresa Pereira da Costa, na Amadora, vem sendo alvo de vários boicotes e manigâncias judiciais por parte do seu novo dono e antigo administrador.

Hoje, mais uma vez, o mesmo senhor apresentou-se na empresa com a Justiça e a Polícia.

Aos trabalhadores tem sido dada a garantia de que nada pode ser retirado: nem máquinas nem equipamentos. Mas os trabalhadores mantêm-se vigilantes, demonstrando uma combatividade exemplar, em conjunto com os seus Sindicatos.

O PCP / Amadora manifesta a sua total solidariedade e apela para que não desmobilizem dos seus postos de luta.

O PCP apoia sem limitações toda a luta dos trabalhadores da Pereira da Costa.
Cada entidade deve assumir neste processo as suas responsabilidades: administração, Tribunal do Trabalho, Governo / Inspecção do Trabalho. E, em caso de pretensões urbanísticas e de especulação imobiliária com os terrenos da empresa, a Câmara da Amadora deve impedir que tal aconteça,
com base no Plano Director Municipal na ilegalidade de qualquer ocupação dos terrenos que não seja a de uso industrial.

Amadora, 7 de Março de 2007