Alfornelos - Assembleia de Freguesia ilegal para não ouvir a população

 A CDU NÃO PACTUA COM ILEGALIDADES

Na Assembleia extraordinária da Freguesia de Alfornelos que se pretendeu realizar no dia 25 de Janeiro passado, a CDU abandonou a sala por a mesa da assembleia ter desrespeitado e recusado cumprir as regras legais inerentes à realização das Assembleias de Freguesia transformando-a numa sessão de esclarecimento.

Dos factos

Na Assembleia ordinária realizada no pretérito dia 19 de Dezembro face à importância de que se reveste para Alfornelos o novo traçado da CRIL/Radial da Pontinha (IC16), a Assembleia de Freguesia requereu ao Presidente da mesma a realização de uma Assembleia extraordinária afim de discutir os
traçados da CRIL e IC16 e respectivas vias de acesso.

A Assembleia de Freguesia foi convocada para dia 25 de Janeiro de 2007, nos termos do documento que se junta em anexo.

No dia da reunião, ontem, o Presidente da Assembleia convoca os líderes das bancadas para uma reunião a realizar meia hora antes do inicio dos trabalhos.

Nessa reunião informou que tinha convidado as Estradas de Portugal - EP e a Câmara Municipal da Amadora para se fazerem representar na referida Assembleia e que pretendia orientar os trabalhos da seguinte forma:

Logo no inicio dar a palavra ao representante da Associação Cívica de Moradores de Alfornelos (ACMA)

Seguindo-se o vice presidente da Câmara Municipal da Amadora

E finalizando com o representante das Estradas de Portugal

Nessa reunião a CDU informou que não concordava com o cenário apresentado pois uma Assembleia de Freguesia tem regras legais e regimentais próprias e que o que se estava a pretender era transformar a Assembleia de Freguesia numa Sessão de Esclarecimento o que na óptica da CDU era ilegal.

A CDU também não concordou com a forma como estava a ser dada a ordem de intervenção e com a sua argumentação conseguiu que a ACMA fizesse a sua intervenção em último lugar.

Quando se iniciaram os trabalhos o Presidente da Assembleia sem ter a mesa da Assembleia formada e sem por à consideração da mesma a metodologia que resolveu impor contra a vontade expressa da CDU, dá inicio aos trabalhos pretendendo dar de imediato a palavra ao representante das Estradas de
Portugal.

A CDU utilizando a figura do Ponto de Ordem que lhe foi negado, interrogou o Presidente sobre a formalidade da Assembleia e informou que a mesma tem regras a cumprir.

Face à forma anti democrática, arrogante e ilegal do Presidente a CDU retirou da sala.

Mais ainda

A CDU não entende as razões que levaram o Presidente da Assembleia de Freguesia a convidar neste momento as Estradas de Portugal e a Câmara Municipal da Amadora (representada pelo seu vice presidente), tanto mais que já por várias vezes quer a CDU quer a própria Assembleia e a própria
população tinham sugerido a realização de sessões de esclarecimento sobre esta problemática antes de se terem verificado os factos que pretendem consumar e que nunca tiveram acolhimento.

Primeiro à boca calada e quase no máximo sigilo decidem e agora é que querem vender gato por lebre.

A CDU está com a população de Alfornelos na defesa da qualidade de vida.

Alfornelos, 26 de Janeiro de 2007

(convocatória da Assembleia de Freguesia de Alfornelos)