Incêndio no Lido - Amadora mais pobre

O Lido, embora estivesse encerrado há vários anos, era, se recuperado uma potencial mais-valia cultural para a Cidade que, com a gestão PS na CMA, tem vindo a perder nos últimos 11 anos os espaços culturais existentes.  Conhecemos a intenção da CMA de, no lugar do Lido, autorizar a construção de mais uns blocos de apartamentos e escritórios. Mas nós pensamos estar na altura de a CMA repensar as suas opções e procurar uma parceira que mantenha naquele lugar uma sala de espectáculos que tanta falta faz ao concelho.
Incêndio no Lido - Amadora mais pobre
 
Na madrugada de dia 3 de Fevereiro, um incêndio de causas indeterminadas destruiu o antigo cine Estúdio Lido.
 
O Lido, embora estivesse encerrado há vários anos, era, se recuperado uma potencial mais-valia cultural para a Cidade que, com a gestão PS na CMA, tem vindo a perder nos últimos 11 anos os espaços culturais existentes.
 
Conhecemos a intenção da CMA de, no lugar do Lido, autorizar a construção de mais uns blocos de apartamentos e escritórios. Mas nós pensamos estar na altura de a CMA repensar as suas opções e procurar uma parceira que mantenha naquele lugar uma sala de espectáculos que tanta falta faz ao concelho.
 
Outro espaço fechado Fábrica da Cultura ….
 
Também o Cine-Teatro D. João V, na Damaia, outra sala encerrada por esta gestão PS/Raposo, continua há anos à espera da prometida reabilitação que será feita à base de contrapartidas segundo a gestão da CMA.
 
Esta promessa tem anos.
 
Devido ao estado de degradação que é normal apoderar-se dos edifícios sem uso, entendemos que a CMA deve tomar medidas rápidas antes que algum acidente aconteça que torne impossível a sua recuperação.
 
A CDU acusa a insensibilidade cultural da CMA e a sua linha especulativa como responsável por mais esta calamidade que se abateu sobre a nossa cidade, cada vez mais das últimas nos rankings nacionais de qualidade de vida.

Amadora, 4 de Fevereiro de 2009