Alfragide: Uma situação inexplicável por parte do Ministério da Educação e da PSP

Quando os alunos da Escola C+S de Alfragide entenderam não acatar e lutar contra o estatuto do estudante imposto pelo Governo PS / Sócrates altamente lesivo dos direitos dos estudantes, fecharam a cadeado os portões da escola. O conselho executivo da escola, com certeza dirigido por um homem de mão do governo, chamou a polícia. Esta não se fez rogada, entrando em força e de forma despropositada no sentido de repor a legalidade do governo. Bateu em vários estudantes, entre eles um de apenas 10 anos de idade (se em casa o pai lhe desse um palmada era crime de acordo com a lei – e bem).
Escola C+S de Alfragide

Uma situação inexplicável por parte do Ministério da Educação e da PSP


Quando os alunos da Escola C+S de Alfragide entenderam não acatar e lutar contra o estatuto do estudante imposto pelo Governo PS / Sócrates altamente lesivo dos direitos dos estudantes, fecharam a cadeado os portões da escola.

O conselho executivo da escola, com certeza dirigido por um homem de mão do governo, chamou a polícia. Esta não se fez rogada, entrando em força e de forma despropositada no sentido de repor a legalidade do governo. Bateu em vários estudantes, entre eles um de apenas 10 anos de idade (se em casa o pai lhe desse um palmada era crime de acordo com a lei – e bem).
 
Entendemos, que no rigoroso comprimento das normas vigentes, deve a PSP ser responsabilizada nos termos exactos da legislação.

Presume-se que o chamado espírito de corpo não permitirá apurar a responsabilidade individual, pelo que deve ser responsabilizada toda a força destacada para esta intervenção, a começar pelo seu responsável.

É nisto que dá e vai continuar a dar a politica de direita destinada por este governo à Educação, como nos casos da Carta Educativa, do estatuto do estudante, da lei da carreira docente, da avaliação da carreira dos professores etc.

Esta política não serve a ninguém: nem aos professores nem aos estudantes nem às famílias – e, como tal, mais não se pode fazer que exigir a demissão da Ministra da Educação.

A alternativa existe e constrói-se com o PCP.