Alfragide - Incêncios e lutas

Neste fim-de-semana passado, o alerta: incêndio em local que devia estar limpo mas estava cheio de lixo…

Alfragide

A luta já deu resultado na D. Luís I…
Vale a pena lutar pela qualidade de vida


Infelizmente, a situação deu muito mau resultado: um incêndio no local onde havia lixo e sujidades várias em vez de estar limpo. Tudo porque nem a Câmara nem a Junta cumprem a sua obrigação. Este jogo do empurra tem de acabar.

Os moradores têm todo o direito à qualidade vida nos seus locais de residência. Se fossem locais de passagem de muita gente, a situação já estaria resolvida. Mas não: como são sítios mais ou menos recônditos, os moradores é que suportam as consequências desta inércia da Câmara e da Junta. Só há um caminho: a luta das populações pelo que é justo.

E sabem que podem sempre contar com a CDU!

Um caso: Avenida da Força Aérea
Um dos espaços referidos localiza-se em Alfragide Norte, na Quinta Grande, mais propriamente na Av. da Força Aérea Portuguesa. Nas traseiras de alguns prédios existe um espaço ainda grande onde não há qualquer intervenção de limpeza ou manutenção. Isto é: cresce o mato, é ali abandonado o lixo ( sofás, entulho...). Lá por ser uma zona que vai ser para a construção da igreja e de prédios (já está com arruamentos), isso não significa que entretanto não seja importante cortar o mato lá existente por razões de qualidade de vida dos moradores.

Segunda situação: Praceta das Gaias e R. Dr. Rui Grácio
A segunda situação em causa localiza-se em Alfragide Sul, junto da PSP. São dois locais: a Praceta das Gaias e a Rua Dr. Rui Grácio. Estes espaços necessitam de manutenção, seja por parte da CMA, seja da Junta de Freguesia de Alfragide. Em áreas que deviam estar bem cuidadas, crescem silvas que já ultrapassam os limites do espaço verde para o lado da estrada onde passam os carros dos moradores. Além disto, existe também o mau aspecto visual provocado pela falta de limpeza que atrai insectos e outros bichos.
 
A CDU alerta a população para duas lições de tudo isto: 1 º - vale a pena lutar pelos nossos direitos e só a luta é que garante que obtemos melhores condições de vida; 2 º - os moradores destas duas zonas devem seguir o exemplo dos outros que lutaram e obtiveram sucesso – e só assim podem reclamar os seus direitos…

Da parte da CDU e dos seus eleitos autárquicos, todos podem contar com toda a disponibilidade para apoiar estas situações em benefício de quem reside no Concelho.
.
Amadora, 9 de Julho de 2007