"+ Direitos, + Futuro. Não à Precariedade": acção de contacto com trabalhadores da JF Parque das Nações

 

parquedasnacoes accaodecontacto maisdireitosmaisfuturoRita Rato, deputada do PCP à Assembleia da República, marcou presença na acção de contacto com trabalhadores da Junta de Freguesia do Parque das Nações (1 Abril), inserida na campanha nacional do PCP «Mais direitos, mais futuro. Não à precariedade».

A deputada, acompanhada pelo eleito da CDU na Assembleia de Freguesia, Jorge Alves, e de membros da Célula do PCP no Município de Lisboa, contactou com trabalhadores/as da Escola Básica/Jardim de Infância Parque das Nações, da Piscina Municipal do Oriente, do Espaço Nascente e da Sede da JF.

Os trabalhadores transferidos da CML relataram a perda de direitos, como o acesso à formação profissional e medicina no trabalho. O PCP advertiu, aquando da apresentação da proposta, de que a descentração do PS/António Costa (e aliados PSD/CDS) iria criar muitas dificuldades e promover o aumento do trabalho precário e ai está – em média, hoje, o trabalho precário nas 24 Juntas de Freguesia de Lisboa ronda hoje os 50%...


A deputada Rita Rato afirmou que o PCP defende a justa valorização do trabalho e dos trabalhadores e tem um compromisso de combate à precariedade, um verdadeiro flagelo social e que afecta mais de 1 milhão e 200 mil trabalhadores.

Na Junta de Freguesia do Parque das Nações mais de 2/3 dos trabalhadores (69%) têm vínculos precários – são trabalhadores que fazem falta todos os dias...

 

É necessário criar postos de trabalho que respondam às necessidades de serviço público da freguesia e combatam a precariedade. A um posto de trabalho permanente tem que corresponder um vínculo de trabalho efectivo!

 

O PCP já apresentou na Assembleia da República um pacote de iniciativas de combate à precariedade, de modo a assegurar que todos os trabalhadores possam ter direito a um emprego estável e com direitos. Para o PCP o emprego com direitos representa simultaneamente uma condição e factor de progresso e justiça social.

 

Rita Rato reafirmou aos trabalhadores que podem contar com o PCP para a intensificação da luta pela exigência de trabalho com direitos!