PCP vota contra Plano e Orçamento da JF Parque das Nações

 

lisboa garedooriente pixabayA organização do PCP na freguesia do Parque das Nações, através do seu eleito na Assembleia de Freguesia, Jorge Alves, votou contra as Grandes Opções do Plano e Orçamento para o ano de 2016 da Junta de Freguesia do Parque das Nações.

 

Em declaração de voto, o PCP explica que o Executivo da Junta de Freguesia não considera, mais uma vez, a possibilidade de criar as condições para a participação das populações, afastando-se dos princípios de desenvolvimento sustentável e de maior democratização do sistema político.

 

Acresce que as Opções do Plano para 2016 insistem na manutenção de vínculos precários com um vasto número de trabalhadores, que o PCP considera traduzir uma prática abusiva da utilização de "avençados" em substituição de trabalhadores com vínculo definitivo. São 104 os trabalhadores em regime de avença, por comparação com os 46 trabalhadores efectivos da Junta de Freguesia.

 

Outras justificações são avançadas para o chumbo das Grandes Opções do Plano e Orçamento da Junta de Freguesia do Parque das Nações e que se relacionam com as competências da Câmara Municipal de Lisboa e com o que o PCP considera ser um profundo desequilíbrio orçamental, que revela ausência de rigor. Foram ainda detectadas questões técnicas que deverão ser resolvidas antes da aprovação do documento.

 

Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2016 da Assembleia de Freguesia do Parque das Nações - Declaração de Voto do PCP | Consultar PDF