À conversa com João Ferreira, na Encarnação

accao20181208No dia 08 de Dezembro, a organização do PCP nos Olivais levou a cabo uma acção de intervenção politica com o camarada João Ferreira, a que chamámos "Á conversa com João Ferreira", na Encarnação.

Nesta acção de esclarecimento estiveram presentes algumas dezenas de camaradas e muitos moradores dos Olivais, que também intervieram fazendo as perguntas e comentários que consideraram oportunos.

Iniciativa com êxito considerável e que vamos repetir em outras zonas da freguesia, pela importância da conversa com os moradores, o esclarecimento de variados aspectos da vida na freguesia e na cidade e pela apresentação das propostas do PCP.

Visita a escola com os vereadores, Penha de França

visita escola201812Esta quarta-feira, estivemos no Jardim de Infância e Escola Básica Professor Oliveira Marques, com os nossos vereadores do PCP na Câmara Municipal de Lisboa João Ferreira e Ana Jara.

Pudemos constatar a ausência de condições de privacidade em casas-de-banho recém intervencionadas, à revelia da própria coordenadora e restantes trabalhadores do Jardim de Infância, que não souberam dos planos para o mesmo até chegarem após as férias lectivas e se depararem com as alterações realizadas.

A falta de um telheiro no terraço da Escola Básica, que impede que os alunos utilizem este espaço para brincar em dias de chuva ou de sol intenso, enclausurando-os nos corredores da escola até à hora de ir para casa, foi um problema identificado e comunicado à Junta de Freguesia e à Câmara Municipal já desde há 17 anos, bem como a ausência de manutenção das paredes desta escola.

Vimos ainda as condições precárias a que os alunos quer do Jardim de Infância quer da Escola Básica estão sujeitos diariamente enquanto aguardam a conclusão das obras da nova cantina, prometida para Janeiro de 2019, mas que foi já anunciada em reunião de Câmara Municipal como tendo problemas relacionados com a instalação eléctrica, motivo que justificará os atrasos previstos para a conclusão da mesma.

2.º Boletim CDU Penha de França

boletimPenhaFranca201812No nosso segundo boletim fazemos o balanço do primeiro ano de mandato, relativo ao trabalho autárquico dos três eleitos do Partido Comunista Português pela lista da CDU (PCP-PEV) na Assembleia de Freguesia da Penha de França, assim como dos restantes militantes destes partidos nas várias acções de contacto com a população.

Destacamos ainda um artigo sobre a Piscina Municipal da Penha de França, para cuja abertura entregámos uma petição com mais de 1000 assinaturas na Assembleia Municipal de Lisboa, e um artigo sobre a transferência de competências para o poder local.

Finalizamos com uma saudação à greve dos trabalhadores da administração pública de dia 26 de Outubro, e aos manifestantes da grande jornada de luta de dia 15 de Novembro, convocada pela CGTP-IN.


Leitura do documentos na íntegra

Almoço em Benfica, com o PCP uma Política Patriótica e de Esquerda

almoco20181201No passado dia 1 de Dezembro realizou-se no CT de Benfica um almoço sobre a Política Patriótica e de Esquerda, que contou com a participação de Manuel Gouveia, membro do Comité Central.

Na sua intervenção foi caracterizada a política geral do actual governo PS com traços profundos da política de direita, contra a qual o PCP se tem, historicamente, batido por romper, política que continua a trazer graves consequências para a vida dos trabalhadores, utentes dos serviços públicos, de transporte, de saúde e população em geral. Foram referidos os exemplos da legislação laboral do PS, situação dos comboios, metro e autocarros, os correios e no sector da saúde o compadrio deste, e de outros, governos na proliferação do sector privado, assim como a dependência face às imposições da UE e do euro, garrote ao desenvolvimento do país, traços que definitivamente pertencem à política de direita que rejeitamos.

Foram ainda valorizados os avanços na conquista de direitos e rendimentos, conseguidos pelo desenvolvimento da luta dos trabalhadores e a acção directa do PCP, nomeadamente no Orçamento de Estado para 2019. Avanços que só foram possíveis hoje porque o PS não tem força na Assembleia da República para prosseguir um caminho de aprofundamento da política de direita. Avanços pela luta e acção do PCP que contrastam com os limites à reposição de direitos, por opção política do PS.

Entre os positivos avanços conseguidos da nova fase da vida política nacional e a Alternativa Patriótica e de Esquerda proposta pelo PCP, ainda há um longo caminho a percorrer, o caminho da ruptura com a política de direita, política que esteve na base da contra revolução e que tem sido levada a cabo há várias décadas pelos governos PS, PSD e CDS.

O almoço terminou com a lembrança da preparação da IX Assembleia da Organização Regional de Lisboa.