Encerramento da Estação do Parque revela desinvestimento no Metropolitano de Lisboa

 
MetroO encerramento da estação de Metropolitano do Parque devido à avaria das escadas rolantes é mais um sinal do progressivo desinvestimento nesta empresa pública de transportes, essencial para a mobilidade na cidade de Lisboa e na Área Metropolitana de Lisboa.
O PCP na Cidade de Lisboa tem denunciado o agravamento da degradação do serviço de Metro. Na estação de Arroios as obras estão paradas,
com todas as consequências negativas que tal representa para os utentes, a população e os comerciantes da zona. A falta de trabalhadores tem enormes impactos no funcionamento regular do Metro, no aumento dos tempos de espera e nas constantes “perturbações” nas linhas. São muitas as estações em que persistem os problemas de acessibilidades com constantes avarias nos elevadores e escadas rolantes. O agravamento nos últimos dias da situação na Estação do Parque conduziu hoje ao seu encerramento, prejudicando assim milhares de utentes do Metropolitano.
 
O PCP exige o fim do subfinanciamento da empresa com o investimento devido de forma a que se garanta um serviço público de qualidade aos utentes.