Plenário de Trabalhadores do Metropolitano ratificam Acordo de Empresa negociado

plenariometro281016Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa ratificaram hoje em plenário a proposta de Acordo de Empresa negociado com a Administração da empresa. Uma vitória histórica num longo processo de luta, de resistência à ofensiva do anterior Governo PSD/CDS (que chegou a denunciar o AE para provocar a sua caducidade) e de afirmação do direito à contratação colectiva. A Célula do PCP valoriza o Acordo alcançado, pelo Acordo em si, pelo que significa no quadro da luta dos trabalhadores pelo trabalho com direitos e pelo reafirmação de que a luta é o caminho para a defesa e valorização dos direitos dos trabalhadores.

Respostas Urgentes: Metro necessita de mais trabalhadores!

quadrado metroO Governo e a sua Administração do Metropolitano de Lisboa continuam a adiar as respostas urgentes que o serviço público de transportes exige.Nas entrevistas, continuam as promessas, mas na empresa e no serviço pouco ou nada muda. Continuam a prometer a entrada dos mesmos 30 trabalhadores que, nas palavras de António Costa, iam entrar em Março deste ano. Na área comercial, para que as estações não estejam despidas de trabalhadores, o Metro necessita de mais 100 trabalhadores. Finalmente abriram o concurso mas o Governo limita-o a apenas os tais 30. Porquê? Porque não querem tomar as medidas urgentes que se impõe? Foram as perguntas que o PCP dirigiu ao Governo.

Ler Requerimento em PDF 

PCP insiste: o futuro da Rede do Metropolitano deve ser tratado de forma séria!

metrofuturoPela segunda vez o PCP requereu ao Governo, na Assembleia da República, a divulgação dos instrumentos de gestão e planificação que levaram às conclusões divulgadas sobre o futuro da rede do Metropolitano de Lisboa. Este assunto é demasiado sério para ser tratado como um souund-bite ou uma linha de demagogia eleitoralista olhando para as autárquicas, como aconteceu demasiadas vezes no passado.

Ler Requerimento em PDF

Aprofundar o conhecimento das condições de trabalho no Metropolitano de Lisboa

20160621metrolxA convite das ORT's do Metropolitano, o deputado do PCP Bruno Dias acompanhou hoje um turno de trabalho dos maquinistas. Ocasião para aprofundar o conhecimento sobre as condições de trabalho destes profissionais, que enfrentam factores de desgaste acrescido - ausência de luz, ruído, qualidade do ar, trabalho por turnos - e onde a política de redução de pessoal abaixo dos limites mínimos operacionais continua a degradar as condições de trabalho e a qualidade do serviço. 

Metropolitano: Mais duas vitórias na luta que continua.

20160608com metroA Célula do PCP está a distribuir um comunicado aos trabalhadores da empresa onde se valoriza duas importantes vitórias alcançadas pelos trabalhadores da Empresa: a retirada formal da caducidade dos Acordos de Empresa; a aprovação, hoje, na Comissão de Economia da Assembleia da República de um projecto-lei (que funde iniciativas anteriores do PCP, do BE e do PS) e que determina o fim da fusão das quatro empresas (Metro, Carris, Transtejo e Soflusa). O PCP valoriza estas vitórias, sublinha o papel essencial da luta dos trabalhadores, e alerta para que a luta continua.

Ler Comunicado em PDF

PCP saúda a luta e a unidade de trabalhadores e reformados, no dia em que os complementos de reforma voltaram a ser pagos!

Hoje, 27 de Abril de 2016, os reformados do Metro e da Carris voltaram a receber o complemento de reforma que PSD e CDS lhes haviam roubado em Outubro de 2013 no Orçamento de Estado para 2014. O dia escolhido pela Célula do PCP no Metropolitanos de Lisboa para realizar um acto evocativo dessa extraordinária luta, que durante mais de dois anos mobilizou os reformados e os trabalhadores, e que culminaria com a derrota do Governo PSD/CDS e com o fim do roubo dos complementos de reforma.

Ver Poster Resumo das Acções de Luta Travadas

Expansão da rede de Metro sauda-se, mas é preciso menos propaganda e mais seriedade!

metroexpansaoO Grupo Parlamentar do PCP requereu ao Governo o envio dos documentos prévios obrigatórios a qualquer anúncio de expansão da rede de Metropolitano: o plano de expansão da rede, os planos conexos de outras redes estruturantes de transportes e os pareceres legalmente exigíveis e que implicam o envolvimento na tomada de decisão, nomeadamente, das autarquias. Estudos que todos sabemos não existirem e pareceres que todos sabemos não terem sido pedidos. A expansão da rede do Metropolitano é necessária e sauda-se. Mas estas coisas têm que ser tratadas com mais seriedade!

Ler Requerimento em PDF

Faltam trabalhadores no Metropolitano: Contratem-nos!

8abrilmetroutentesOs trabalhadores do Metropolitano distribuiram hoje um comunicado de alerta aos utentes para a relação directa entre a falta de trabalhadores no Metropolitano e as falhas operacionais cada vez mais regulares. E deixaram um apelo aos utentes: dirijam-se ao livro de reclamações e reclamem a contratação dos trabalhadores em falta.

Ler Comunicado aos Utentes

Parem de esbanjar recursos: A Linha Verde exige uma resposta urgente mas séria!

arroiosduasvezesA Linha Verde do Metropolitano de Lisboa foi brutalmente penalisada pela actuação do Governo PSD/CDS. Nomeadamente pelo adiamento dos investimentos para o alargamento da Estação de Arroios e a decisão de reduzir de 4 para 3 carruagens a circulação nesta linha.Agora está decidido que a partir de Fevereiro a Estação de Arroios encerrará duas vezes por dia, à hora de ponta, para nesse período circularem as 6 carruagens que o resto da linha suporta. O PCP contesta esta decisão, perigosa e errada, e emrequerimento enviado ao Governo exigiu que se desse prioridade ao investimento que resolve o problema (alargamento do cais de Arroios) ao mesmo tempo que se deveria repor a circulação das 4 carruagens.

Ler Requerimento em PDF

Anuladas as subconcessões do Metro e da Carris, a luta continua!

carrismetroO Governo informou do anulamento dos processos de subconcessão do Metropolitano de Lisboa e da Carris. Em comunicado, o Sector dos Transportes da OR Lisboa do PCP destaca a importância desta vitória, fruto da luta dos trabalhadores. E paralelamente, sublinha estarmos perante um passo, importante é certo, no vasto caminho que importa trilhar para recuperar direitos roubados e restabelecer a oferta pública de transportes. Um caminho para o qual os trabalhadores podem continuar a contar com o PCP, e que só poderá ser percorrido mantendo e reforçando a unidade e a mobilização.

Ler Comunicado em PDF