Trabalhadores do Metro lutam em defesa do serviço público e do trabalho com direitos

mini-20140925 usarOs trabalhadores do Metro realizam hoje uma importante jornada de luta em defesa do serviço público de transportes e do trabalho com direitos. A greve de 24 horas, que está a paralisar completamente a circulação do Metropolitano, serve como forma de luta para contestar as sucessivas arbitrariedades que a Administração e o Governo têm imposto no Metro (violações sucessivas do AE, castigos arbitrários, perseguições à estrutura, roubo de salários) e para exigir o cancelamento das novas PPP's nos transportes públicos, autênticas negociatas realizadas à custa dos trabalhadores, dos utentes e do Orçamento de Estado. O deputado do PCP na AR, Bruno Dias, esteve com o piquete de greve na Sidónio Pais durante a madrugada, ocasião onde expressou a total e activa solidariedade do PCP com a luta dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa.