Em luta contra um Governo de ladrões, Metro parado por quem o faz funcionar todos os dias!

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa realizaram hoje mais uma jornada de luta contra os sucessivos roubos nos seus salários, contra o ataque à sua empresa e contra o roubo aos utentes do serviço público. A greve, que paralizou totalmente o Metropolitano, deu o sinal da insubmissão destes trabalhadores a um Governo de ladrões e a uma política de desastre nacional. No dia 22 e 29 realizar-se-ão novas greves, estando já a ser discutidas novas formas de resistência e luta. O PCP saúda a coragem, a firmeza e a determinação dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa e saúda a sua justa luta!