Contributo da CDU no Plano de Pormenor da Praia Grande

cdu-simboloNo âmbito da consulta pública sobre o Plano de Pormenor da Praia Grande (PPPG), a CDU apresentou o seu contributo destacando a singularidade da freguesia de Colares mas realçando também o contínuo desinvestimento e degradação de uma das suas particularidades: a zona litoral. A CDU, tem participado nos diversos momentos de processo, desde os seus termos de referência até à apresentação de uma proposta própria composta por três fases de intervenção, em Janeiro de 2014.

As três fases distintas propunham, estacionamento a montante, uma alternativa de circulação automóvel durante a época balnear (pela Rua da Lagoa de Baixo, passando pela Rua da Lagoa, até ao Cruzamento com a Estrada do Rodízio) e a requalificação da Avenida Alfredo Coelho, revitalizando-a para o peão, criando zonas de fruição e lazer, dotando este espaço com as estruturas mais básicas, incompreensivelmente inexistentes, como sanitários públicos, um alerta repetido por sucessivas oportunidades nas instâncias institucionais e que acompanha uma exigência dos agentes económicos e da população. Associada a este Plano de Pormenor, a CDU considera que a questão do Parque Campismo assume particular relevância. O encerramento e posterior degradação desta infra-estrutura, que nos tem merecido as mais diversas iniciativas, quer ao nível autárquico concelhio, quer no plano parlamentar, pelas diversas visitas e encontros com a respectiva Comissão de Utentes e com empresários locais, continua a constituir uma grave lacuna na criação de oferta de alojamento alternativo e de apoio balnear que potenciaria o desenvolvimento económico e turístico local. A CDU continuará a pugnar por um Parque de Campismo Público, nos termos referidos no POOC. No que concerne ao ordenamento e à criação de novos parques de estacionamento propostos no PPPG, a CDU alerta para a possibilidade de implementação de parquímetros e sublinha que estará contra o estacionamento pago nas Praias da Freguesia de Colares, posição assumida anteriormente e que por sua iniciativa a Assembleia de Freguesia de Colares aprovou uma moção por unanimidade contra esta intenção da Câmara de Sintra em 27 de Junho de 2014.