PCP pela reversão da privatização da CP Carga

notadeimprensa210915cpcargaO PCP editou uma Nota de Imprensa contra a privatização da CP Carga, um documento onde expõe as muitas razões para anular a negociata em curso, recorda a alternante responsabilidade de PS/PSD/CDS nesta privatização e apela ao voto na CDU para a necessária alteração na correlação de forças na Assembleia da República.

Ler Nota em PDF

CDU contacta com os trabalhadores das Oficinas de Oeiras da EMEF

visitaemefoeirasOs candidatos da CDU, Catarina Cardoso (PCP) e Joana Maria (PEV) visitaram hoje as oficinas da EMEF em Oeiras onde contactaram os trabalhadores e distribuiram o Manifesto de Apelo ao Voto dos Ferroviários na CDU.

Ler Manifesto aos Ferroviários em PDF

Linha de Cascais: Romper com a degradação, apostar no serviço público!

2015 Jan Comunicado Linha CascaisRealizou-se hoje uma jornada de contacto e esclarecimento junto dos utentes da Linha de Cascais sobre a sua situação e o seu futuro e ainda sobre as ameaças crescentes que sobre ela se abatem. Uma acção onde a CDU responsabilizou PS/PSD/CDS pela situação de completa degradação da qualidade e fiabilidade deste transporte ferroviário, e onde apresentou as suas propostas e soluções para a mesma, apelando ao voto na CDU como factor determinante para a ruptura com o caminho de desastre que tem vindo a ser trilhado.

 

Ler Comunicado em PDF

CDU apela ao voto dos Ferroviários

ferroviarios cdu2015setA CDU iniciou hoje a distribuição de um Manifesto aos Ferroviários, onde detalha os 10 compromissos que assume para com os ferroviários, ao mesmo tempo que torna público um conjuntode apoiantes do sector e divulga um depoimento de Catarina Cardoso, ferroviária e candidata da CDU nas listas do Distrito de Lisboa.

Ler Comunicado em PDF

CDU presta contas aos Ferroviários

secferrO Boletim de Agosto de 2015 do Sector Ferroviário do PCP é dedicado em exclusivo a prestar contas aos ferroviários do trabalho desenvolvido pelo Grupo Parlamentar do PCP em defesa dos Ferroviários, da ferrovia e do sector ferroviário. Uma acção que passou por mais de 100 iniciativas legislativas, mas que se destaca não só pela quantidade, mas fundamentalmente pela defesa consequente, firme e corajosa dos interesses dos ferroviários e de Portugal.

Ler Presta Contas em PDF

CP Carga e EMEF: Travar o saque, continuar a luta!

ferroviarios 2015jul24A Célula dos Ferroviários está a distribuir um comunicado aos trabalhadores sobre as decisões ontem anunciadas pelo Governo, que anunciam a decisão de vender a CP Carga por 2 milhões de euros depois de nela injectar mais de 100 milhões, e procedem ao cancelamento do processo de privatização da EMEF depois do Tribunal de Contas ter chumbado os contratos ilegais que tentou fazer aprovar. O PCP apela à intensificação da luta dos ferroviários e sublinha a importãncia de romper com o rumo de desastre nacional que está a ser imposto à ferrovia.

Ler Comunicado em PDF

Ferroviários em luta contra a destruição do sector

ManifFerroviarios16Jul2015No dia 16 de Junho realizou-se uma greve na CP Carga contra a privatização da empresa e uma concentração frente à Sede da CP seguida de desfile para o Camões (foto), onde se juntaram ainda trabalhadores da EMEF e da CP. Foi um momento importante da luta que continua contra a destruição do sector ferroviário que o Governo está a levar a cabo.

Ferroviários cortam circulação ferroviária em luta contra a destruição do sector

image1Em luta contra a destruição da ferrovia e contra a privatização da EMEF e da CP Carga, um conjunto de ferroviários cortaram hoje a circulação na Linha do Norte em Santa apolónia (foto) e no Entroncamento. O PCP lamenta que o Governo continue apostado ba total desestabilização da ferrovia nacional, e apela aos ferroviários, e ao povo português, para intensificar a resistência e a luta!

PCP exige cancelamento imediato da privatização da EMEF e da CP Carga

jul15 emefcpcargaFace à decisão do Conselho de Ministros de ontem de aprofundar o criminoso processo de privatização da EMEF e da CP Carga, o PCP editou um comunicado aos ferroviários onde exige o imediato cancelamento destes processos, que se impõe mais que nunca face às recentes decisões do Tribunal de Contas, que cancelou 364 milhões de euros de contratos entre a CP e a EMEF por causa da privatização.

Ler Comunicado em PDF

É preciso travar o rumo do Governo de desestabilização da ferrovia!

emef tcO PCP confrontou o Governo com a sua reacção ao facto de o Tribunal de Contas ter chumbado um conjunto de contratos ilegais que o Governo impôs que fossem celebrados entre a CP e a EMEF.  A única reacção possível é o cancelamento imediato do processo de privatização, até porque o caminho que está a ser seguido pode trazer graves consequências à própria circulação ferroviária.

Ler Requerimento em PDF