PCP saúda vitória dos trabalhadores da CP pela liberdade sindical

 mini-sntsflibcp.jpg

Em Comunicado da Célula do PCP no Sector Ferroviário, é expressa a saudação aos ferroviários, que depois de 6 anos de luta conseguiram derrotar a ilegal repressão ao direito à greve em prática na CP, tendo recebido  finalmente todos os dias de salário ilegalmente retidos pelo CG da CP desde 2003.

Ler Comunicado em PDF

CP tenta substituir Revisores por Seguranças: Mais Trabalho por Menos Salário!

revisores_20out2009.jpgO Sector de Transportes está a distribuir aos trabalhadores um comunicado sobre a tentativa de substituição de revisores por seguranças na CP. Um comunicado onde alerta para o objectivo desta medida (substituir trabalhadores efectivos e com AE por trabalhadores precarizados, mais mal pagos e com menor poder reivindicativo), onde se solidariza com a greve marcada para dia 5 de Novembro para combater esta medida, e onde alerta para a necessidade de ir mais longe, e exigir que sejam integrados como trabalhadores efectivos os milhares de trabalhadores precarizados que nas Empresas Públicas de Transportes trabalham subcontratados por empresas de vigilantes, limpeza e ETT's.
 

Ferroviários apelam ao voto na CDU!

ferroviariosweb160.jpg

Um vasto conjunto de Ferroviários do Distrito de Lisboa realiza neste comunicado um apelo a todos os ferroviários a votarem na CDU nas próximas eleições legislativas e aponta duas razões estruturais para esse voto: Porque o voto dos trabalhadores deve ser na CDU, força que sempre esteve ao seu lado em todas as lutas contra a política de direita, contra a exploração; Porque o voto dos ferroviários deve ser na CDU, a força que consequentemente combateu a destruição do sector e a sua colocação a reboque dos lucros de meia dúzia de capitalistas e que apresenta um projecto claro para um forte e dinâmico sector ferroviário público, que contribua para o crescimento económico do país.

Ler Comunicado em PDF

 

Ferroviários em Luta pela dignificação da contratação colectiva e pelo fim do trabalho precário

capa1.jpgRealizou-se ontem, em frente ao Ministérios dos Transportes em Lisboa, um plenário de dirigentes, delegados e activistas sindicais, membros das comissões e sub-comissões de trabalhadores do sector ferroviário, pela dignificação da contratação colectiva e pelo cumprimento dos acordos contra a discriminação pelo fim do trabalho precário. As transformações do sector ferroviário têm sido acompanhadas de uma degradação das relações de trabalho nas diversas empresas, onde se assiste ao aumento do trabalho precário, à discriminação dos trabalhadores mais jovens e ao incumprimento dos Acordos de Empresa e diversos acordos firmados, isto tem originado conflitos que se arrastam devido à insensibilidade dos responsáveis das empresas e ao aumento da desmotivação de quem labora nas empresas do sector. Como contributo para a inversão da situação, o plenário realizado ontem reivindica a passagem a efectivos de todos os trabalhadores com contratos a termo que ocupam postos de trabalho permanentes e o fim da discriminação dos trabalhadores jovens, no que concerne aos direitos.
 

Jovens Ferroviários em Luta por trabalho com direitos!

capa2.jpg

Realizou-se hoje, dia 10 de Setembro, uma iniciativa promovida pela Interjovem dos Ferroviários que teve início pelas 10:30 horas, com concentração em frente ao Ministério das Obras Públicas e Transportes, seguida de marcha pelas ruas de Lisboa até à residência oficial do Primeiro Ministro. Contando com a participação de cerca de 50 jovens trabalhadores ferroviários que procederam à entrega de uma carta dirigida ao Primeiro Ministro e ao Ministro das Obras Públicas e Transportes reivindicando e alertando para os problemas que estes trabalhadores têm nos seus locais de trabalho e os quais devem ser resolvidos para a melhoria das suas condições de vida e trabalho.

Ler Carta em PDF 

CDU: Ruptura e Mudança para defender o aparelho produtivo nacional

topoartigosorefame.jpg
 

A CDU promove dia 9 e 10 de Setembro uma campanha de esclarecimento sobre a ruptura e mudança necesssária na política nacional para garantir a defesa do aparelho produtivo nacional. O exemplo escolhido foi a produção de material circulante no sector ferroviário, onde apesar da tenaz resistência dos trabalhadores, os partidos da política de direita encerraram a Sorefame de acordo com os interesses das multinacionais a quem hoje o país é obrigado a comprar centenas de milhões de euros em equipamento. A par da distribuição de um comunicado, a acção contou com a presença de Jerónimo de Sousa que percorreu o percurso entre Amadora e Rossio num comboio ainda preduzido em Portugal.

Ler Comunicado em PDF

Agosto é mês de luta na CP Carga

cpcarga.jpgA Célula do PCP no Sector Ferroviário está a distribuir um comunicado aos trabalhadores da CP Carga, onde reafirma a sua oposição à decisão do Governo de separar (para privatizar) o transporte ferroviário de mercadorias. Mas alerta os trabalhadores que perante a criação formal da empresa a 1 de Agosto, há novas questões que exigem a atenção e a luta dos trabalhadores, na defesa dos seus direitos.

Ler Comunicado em PDF

Em defesa dos direitos dos trabalhadores da CP Carga

mini-dsc_9988.jpgUma delegação de representantes dos trabalhadores da CP-Carga, mobilizados pelo SNTSF e pela CT da CP, entregou, este 23 de Julho, no Ministério dos Transportes, um pedido de reunião para obter resposta ao documento entregue aos responsáveis da CP (sem resposta até ao momento), aprovado no passado dia 9, por dirigentes e delegados sindicais, membros da CT e Sub-CTs da área da Carga e contendo as principais reivindicações relativas ao processo de constituição da CP-Carga, SA.

Pedreiras da Ferbritas: Prossegue a transferência para os privados do sector ferroviário nacional

pedre.jpgO Governo prosseguiu esta semana com o desmantelamento do sector ferroviário, transferindo para o capital privado as pedreiras da Ferbritas (empresa pública mal gerida por este governo). Como exemplo do brilhante negócio, fica o registo do Governo ter transferido para os privados a única pedreira de balastro granítico, com ligação ferroviária, da zona de construção do troço Caia-Poceirão da alta velocidade. O PCP apresentou um requerimento ao Governo sobre esta questão.

Ler Requerimento do PCP ao Governo

Dinamizar a EMEF e o Pólo da Amadora: A luta Continua!

O Grupo Parlamentar do PCP avançou com um requerimento ao Ministério dos Transportes questionando-o sobre as medidas que pretende implementar para, através da obrigatoriedade de incorporação nacional na EMEF, garantir que as novas aquisições de comboios em curso sejam uma importante alavanca de dinamização da EMEF no pólo da Amadora e nos restantes pólos por todo país. Este requerimento expressa ainda a preocupação do PCP que, depois de PS e PSD terem permitido o encerramento da Sorefa, prossigam uma política que desperdiça todas as oportunidades de valorização do aparelho produtivo nacional.

Ler Requerimento em PDF