Da Sorefame até à EMEF, da Amadora até Lisboa: os caminhos da luta!

mini-20141203 123729Realizou-se hoje uma Marcha entre as antigas instalações da Sorefame na Amadora (actual sede da EMEF) e o Ministério da Economia, no Largo Camões. Uma iniciativa que assinalava, simultaneamente, os 10anos da destruição da Sorefame e reivindicava o fim do processo de privatização e destruição da EMEF. Além de centenas de trabalhadores da EMEF e muitos antigos trabalhadores da Sorefame, a Marcha incontou com a participação solidária do Presidente da Câmara do Barreiro, dos Vereadores do PCP nas Câmaras Municipais da Amadora e Lisboa, dos grupos parlamentares dos Verdes, do BE e do PCP. O SG da CGTP, Arménio Carlos, encerrou a iniciativa com uma intervenção frente ao Largo Camões, reforçando uma ideia que percorreu a iniciativa: a destruição da SOREFAME foi um crime que não pode ser repetido; a EMEF faz falta ao país. À população das Cidades da Amadora e Lisboa foi distribuído um comunicado que pode descarregado aqui.