PCP contesta «Lei da Rolha» na CP e desmascara intenções do Governo

leidarolhaO PCP levou hoje à Assembleia da República a sua contestação ao novo Regulamento de Comunicação da CP, mais conhecido pela «lei da rolha», na medida em que procura impedir que os ferroviários falem publicamente sobre a empresa. Para o PCP o que se exige numa empresa pública é a máxima transparência e não a perseguição a quem denuncia as swaps, as negociatas e tudo o que o Governo e a Administração pretendem esconder. Na mesma ocasião, o PCP questionou a necessidade de serem gastos milhares de euros mensais a contratar uma agência de comunicação, para mais numa empresa onde o Governo proibe a entrada de trabalhadores que fazem falta à operação.

Ler Requerimento em PDF