Acção de solidariedade e denuncia da CDU com a grave situação na Estrada Militar na Damaia

Acção de solidariedade e denuncia da CDU com a grave situação na Estrada Militar na Damaia

A Câmara Municipal da Amadora do PS faz política de “terra queimada” nos bairros degradados.

Desde que foi iniciado o programa de realojamento que os moradores assistem a demolições e a uma contínua degradação do espaço. Hoje, os que ainda lá estão sobrevivem num verdadeiro inferno.

Recentemente os residentes viram o edifício da Loja Social ser demolido, um equipamento que mantinha uma actividade de apoio à população, nomeadamente a crianças e jovens.

A organização de freguesia e a Comissão Concelhia da Amadora do PCP apela à população e à opinião pública para lutar e reclamar junto da Câmara Municipal da Amadora medidas urgentes para resolver estes graves problemas de salubridade e saúde pública e reiniciar com urgência o processo de realojamento e integração desta população na nossa comunidade.

O PCP irá intervir com os seus eleitos nos órgãos autárquicos e na Assembleia da República, para que esta situação se resolva com a dignidade que a população merece.

Voto de Pesar pelo falecimento de Maria Helena Chaínho Pereira

Maria Helena Chaínho Pereira nasceu em 5 de maio de 1949 no Monte da Várzea, na Freguesia de Santa Margarida da Serra, concelho de Grândola e faleceu na Amadora no dia 1 de novembro de 2018.

Filha de operários agrícolas, Helena Chaínho era a mais nova de nove filhos. A sua infância e grande parte da juventude foi vivida na terra natal, tendo vindo para a zona de Lisboa, à procura de emprego e melhores condições de vida, tendo exercido a profissão de empregada de escritório.

Aderiu ao Partido Comunista Português em Outubro de 1974.

Desenvolveu atividade política também no plano local: Era membro da Comissão Concelhia da Amadora, tendo integrado o seu executivo até 2003. Era membro da Comissão de Freguesia da Reboleira e foi eleita nas Assembleias de Freguesia da Reboleira e das Águas Livres. Atualmente era Presidente da Assembleia Geral da Associação de Reformados Pensionistas e Idosos da Reboleira.

Os eleitos CDU à Assembleia de Freguesia de Águas Livres apresentaram o seguinte voto de pesar na sessão ordinária de 19 de dezembro de 2018, aprovado por maioria.

Remoção de antenas de televisão sem uso

Observa-se hoje, com a proliferação de meios alternativos de recepção de sinal televisivo, milhares de antigas antenas degradadas e sem uso, constituído não só um foco de poluição visual mas também um risco de segurança de pessoas e bens em caso de queda dessas estruturas.

Nesse sentido, por proposta dos eleitos da CDU, a Assembleia de Freguesia de Águas Livres recomendou ao executivo da Junta de Freguesia que promova uma campanha de sensibilização e informação junto da população sobre a necessidade dos condomínios retirarem, por razões de segurança e estética, as antenas sem uso instaladas nos telhados dos edifícios.