Biblioteca-Museu República e Resistência encerra na próxima semana

 

BMRR2A Biblioteca Museu República e Resistência (BMRR) é um equipamento da Câmara Municipal de Lisboa que faz parte da Rede de Bibliotecas Municipais e que possui um acervo de documentação relevante para a preservação da memória da República e da Resistência anti-fascista.

 

No próximo dia 14 de Novembro, sob o pretexto de se proceder à realização de obras, a Câmara Municipal de Lisboa irá encerrar a BMRR, mantendo-se a incerteza quanto ao destino deste

equipamento.  A intenção deste encerramento foi conhecida no fim do mês de Maio e, desde essa altura, o PCP procurou na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal que fossem esclarecidas as razões para este encerramento e para que fosse garantida a permanência da BMRR neste espaço e com o mesmo âmbito, sendo que as propostas que o PCP apresentou nesse sentido foram rejeitadas com os votos contra do PS, CDS e abstenção do PSD.

 

A Vereadora da Cultura nunca respondeu cabalmente às perguntas feitas  relativamente à natureza, prazos de execução e custos dessas obras. Ao longo do processo, foi manifestado interesse pela Junta de Freguesia das Avenidas Novas naquele espaço para uma futura biblioteca generalista de bairro e foram feitas declarações em diversos momentos pela senhora Vereadora no sentido de separar o espólio entre as matérias da resistência anti-fascista e as da República, num prejuízo claro, do ponto de vista histórico, académico e social, ao estudo destas matérias. Os trabalhadores deste espaço não conhecem o seu futuro local de trabalho, logo que todo o espólio seja empacotado e guardado num armazém da CML, nem se e quando poderão regressar à BMRR.

 

A BMRR no Bairro do Rego foi projectada pelo arquitecto Keil do Amaral especificamente para albergar aquele espólio e com os fins definidos aquando da decisão de criar aquele espaço, e completaria, no próximo dia 1 de Dezembro, 18 anos de actividade ligada às temáticas da República e da Resistência Anti-Fascista.

 

O encerramento da BMRR sem serem dadas quaisquer informações relativamente às obras que ali decorrerão, ao futuro daquele espaço e, mesmo, às intenções do Executivo da CML para o equipamento Biblioteca Museu República e Resistência aprofunda as enormes preocupações sobre todo este processo.

 

Os eleitos do PCP não desistem de lutar pela preservação do património que é fundamental valorizar: a memória da República e da Resistência Anti-Fascista, tendo já apresentado uma recomendação que será discutida na próxima sessão da AML que visa a inversão deste processo.