Sobre a Web Summit e a Ampliação da FIL


web summitOs Vereadores do PCP consideram que a realização do evento Web Summit é importante para a cidade e o país.


Contudo, vale a pena salientar que se trata de um evento de uma entidade privada que visa o lucro, em que a Câmara Municipal de Lisboa assume o compromisso de atribuir um subsídio de 3 milhões de euros ano a este evento, a que acresce um conjunto de outros apoios indiretos, tais como isenções de taxas de ocupação da via pública e

publicidade, segurança pública, limpeza, entre outros.

 

Ora, é face a estes pressupostos que os vereadores do PCP questionaram a Câmara Municipal de Lisboa no que respeita aos montantes a serem comparticipados ou apoios indirectos, atendendo aos objetivos deste evento e a duração do mesmo.


Acresce que é conhecida a discordância do PCP com a criação e a forma como é gerido o Fundo de Desenvolvimento Turístico de Lisboa, através do qual a Câmara vai financiar a realização do evento “Web Summit”, nomeadamente, por considerar que as verbas adstritas a este fundo deveriam ser utilizadas para minimizar os efeitos negativos que a carga turística provoca à cidade e à sua população.


Quanto ao local atual e aos compromissos futuros, os Vereadores do PCP nada têm a opor à ampliação da FIL ou à construção em local a determinar de um outro Centro de Congressos e Exposições na Cidade de Lisboa, por forma a dotar a cidade de um equipamento capaz de receber grandes eventos, que em consequência dinamize a economia da Cidade e do País. Pelo contrário, consideramos ser um projeto a desenvolver e no qual o Município de Lisboa poderá e deverá estar envolvido.


Todavia os Vereadores do PCP não estão de acordo com a forma como se pretende alcançar este objetivo. Um investimento desta natureza e dimensão deve ser planeado e concretizado por forma a garantir a sua utilidade pública e privada, sempre direcionado a promover a satisfação do progresso económico e das necessidades públicas.


Sendo o investimento público deverá ser garantida a gestão pública, ainda que em parceria com outras entidades vocacionadas para o objeto tais como a ATL e a CIP entre outras.


Não é aceitável condicionar um equipamento desta importância a um evento como a Web Summit ou outro qualquer para justificar a ampliação da FIL ou construção de um novo Centro de Exposições. Um investimento desta importância e dimensão deverá sempre ser projetado com estudos e planeamento adequados, em conjunto com as várias entidades públicas e para promover a satisfação em primeiro lugar da cidade e do país.