Vereadores do PCP questionam CML sobre o agendamento da “1ª Reunião da Plataforma Local na área do Trabalho Sexual”

prostituicao

 

O PCP teve conhecimento de que a Câmara Municipal de Lisboa está a convidar várias organizações para uma reunião no próximo dia 9 de Abril, denominando essa reunião por “1ª Reunião da Plataforma Local na área do Trabalho Sexual”.

Esta convocatória motivou a elaboração de um requerimento pelos vereadores

do PCP, questionando, desde quando, onde e por quem foi decidido que a Câmara Municipal de Lisboa na intervenção social sobre as questões da prostituição, passe a adoptar o conceito de “trabalho sexual”.

 

Quais os objectivos da referida reunião, tendo em conta que o convite endereçado às organizações é descrito o objectivo de “dar continuidade ao caminho que tem vindo a ser trilhado no domínio do Trabalho Sexual na cidade de Lisboa”. Não se conhece nenhuma actividade, iniciativa ou programa da Câmara Municipal de Lisboa em que a mesma tenha adoptado o conceito de trabalho sexual, pelo contrário, temos conhecimento do desenvolvimento de projectos e parcerias com entidades e organizações cuja lógica de intervenção rejeita liminarmente tal conceito.

 

Consulte o requerimento do PCP