Azambuja - Reflexos da Política do Governo PS no Concelho

Comissão Concelhia de Azambuja do PCP

Nota de Imprensa


A Comissão Concelhia de Azambuja do PCP condena as políticas praticadas pelo Governo PS, medidas estas que em nada têm beneficiado os trabalhadores quer a nível nacional ou a nível do concelho de Azambuja.

Veja-se a situação do concelho de Azambuja a nível de desemprego. Em Dezembro de 2006 a fabrica da Opel encerrou trazendo para o desemprego cerca de 1150 operários, a maior parte são do concelho de Azambuja.

De acordo com os dados do Instituto do Emprego e da Formação Profissional, no final de Dezembro de 2006, o concelho de Azambuja contava com 1104 desempregados cerca de 11%, sendo muito superior à média nacional.

Mas estes números ainda poderão vir a agravar-se sendo que a maior parte dos trabalhadores da Opel só em Janeiro se foram inscrever no IEFP.

O emprego existente é precário e com baixos salários, atirando para o desemprego ainda mais trabalhadores e favorecendo a exploração do trabalhador.

O Governo PS já vai anunciando que irá apresentar um projecto de lei sobre a "flexi-segurança", o que só irá agravar as condições de vida dos trabalhadores, pois este projecto permitirá que os trabalhadores sejam despedidos sem justa causa, liberalizando assim o despedimento.

O Governo PS, nestes dois anos de governo tem aprovado políticas de direita contra os trabalhadores, defendendo os interesses dos grupos económicos.