AML

Aprovada a Moção do PCP que defende a criação e instituição das Regiões Administrativas

 

Modesto NavarroA criação das Regiões Administrativas, constitucionalmente consagradas desde 1976, continua por concretizar.

 

Apesar de ser objecto das mais elogiosas referências, mesmo dos que a ela se têm oposto, sobre o seu significado para uma efectiva descentralização e para a adiada racionalização da administração do Estado e dos seus serviços, as

Continuar...

PCP alertou para os graves problemas nas escolas de Lisboa no início do ano lectivo e para os perigos da transferência de competências nesta área para a CML

 

AMLNo passado dia 8 de Outubro os eleitos do PCP na Assembleia Municipal de Lisboa apresentaram uma recomendação à CML na qual  relembraram o que está consagrado na Constituição da República Portuguesa e que é responsabilidade do Estado: criar uma “rede de estabelecimentos públicos de ensino que cubra as necessidades de toda a população”.

 

Infelizmente, o início do ano lectivo 2019/2020

Continuar...

Pelo direito à Cidade - Questões colocadas pelo PCP na AML

 

Natacha Assembleia municipaO PCP, na última sessão da AML de 17 de Setembro, interveio, entre outros temas, sobre;

 

- os vários problemas existentes nas escolas de Lisboa e sobre a estratégia municipal para a construção de creches;

 

- os critérios usados no Concurso Habitar o Centro Histórico para a selecção das candidaturas;

 

- a inadequação da nova carreira de bairro da Carris 34B, do Beato, que não passa nos Centros de Saúde;

Continuar...

Uma praça enlatada - Artigo de Ana Margarida de Carvalho, eleita do PCP na Assembleia Municipal de Lisboa

 

50778364 2035926606521409 715106247988215808 oFica na zona mais nobre e antiga da cidade, rodeada de muralhas e edifícios históricos, alguns deles classificados, dali se avista o castelo e o casario da Mouraria, tem uma capela quinhentista, é lá o ponto de partida do afamado eléctrico 28, tão frequentado por turistas e carteiristas. E no entanto é uma das praças mais desinvestidas da cidade. Como uma maldição, na praça Martim Moniz sucederam-se, através das décadas, erros e atropelos urbanísticos, os mal-amados edifícios dos centros comerciais, um

Continuar...