Pela reversão da privatização dos ctt, por um serviço postal público e de qualidade

 

ctt correios estacaoOs Correios são um serviço público fundamental às populações, à economia nacional, ao desenvolvimento regional e à coesão territorial.

 

O PCP, desde sempre, esteve ao lado das populações em defesa do serviço postal que tem cerca de 500 anos, reconhecendo e enaltecendo o papel que cabe aos correios como instrumento insubstituível para a coesão social, económica e

territorial do nosso país.

 

Contudo o serviço público que realizam piorou significativamente, na distribuição postal, nos preços, na generalidade dos serviços prestados. Entre 2009 e 2016, e com o processo de privatização da empresa, encerraram de 564 estações e postos dos CTT, números que continuaram a aumentar ao longo de 2017/2018, privando as populações de um serviço de proximidade.

 

Em 13 de Dezembro de 2017 foi entregue na estação dos CTT de Xabregas um abaixo-assinado, de moradores e comerciantes do Beato, com mais de 800 assinaturas, contra o encerramento dessa estação e exigindo a melhoria do serviço prestado à população.

 

Passado um ano, traiçoeiramente e aproveitando a quadra natalícia, a 24 de Dezembro de 2018, assistimos a mais uma agressão à população por parte da Administração dos CTT, encerrando sem qualquer aviso prévio, desta vez no Beato, a única Estação de Correios na altura existente na Freguesia, a Estação de Xabregas, prejudicando a população maioritariamente idosa, assim como o pequeno comércio, reforçando assim a degradação dos serviços de interesse público.

 

Os eleitos do PCP na Assembleia Municipal de Lisboa apresentaram uma proposta, na sessão plenária que se realizou ontem, exigindo a reposição da estação dos correios de Xabregas e apoiar a população e os comerciantes do Beato em todas as acções que acharem por bem desenvolver no sentido da recuperação da Estação dos Correios de Xabregas no actual local.

 

Esta proposta, que foi aprovada em Assembleia Municipal, deliberou ainda solicitar à Câmara Municipal de Lisboa uma posição pública e firme em defesa da reposição da Estação dos Correios de Xabregas e exigir que a ANACOM intervenha firmemente não permitindo mais este atropelo por parte da Administração dos CTT e que o Governo impeça a contínua destruição dos CTT, dando início a um processo de recuperação de controlo público desta empresa.

 

Os eleitos do PCP saúdam a aprovação da sua proposta, que reforça a defesa dos CTT, dando voz à justa luta das populações.

 

Proposta:

Pela reversão da privatização dos CTT, por um serviço postal público e de qualidadepor um serviço postal público e de qualidade