Questões colocadas pelos Deputados Municipais do PCP na Assembleia Municipal de Lisboa, na última sessão da AML

 

Graciela Simôes PCP AML

Os eleitos municipais do PCP na Assembleia Municipal de Lisboa, na sessão que se realizou na passada terça-feira, questionaram o executivo camarário sobre um conjunto de preocupações. A eleita municipal Natacha Amaro destacou a necessidade de proceder às já prometidas obras de requalificação dos prédios do Bairro 2 de Maio, questionando que obras serão efectivamente efectuadas (um dia) no Bairro 2 de Maio.


O eleito municipal independente Fernando Correia solicitou esclarecimentos sobre a reabertura da Estação de Arroios. Recordou ainda que os

vereadores do PCP apresentaram uma moção em reunião de Câmara onde propunham requerer à Administração do Metro informação sobre as obras, prazos de conclusão das mesmas e medidas urgentes a serem programadas para minimizar os efeitos negativos, bem como que o Metro divulgasse no seu sítio da Internet toda esta informação.


A eleita municipal Graciela Simões questionou o Presidente relativamente à falta de pagamento das horas extraordinárias e folgas dos trabalhadores do Posto de Limpeza da Junta de Freguesia de Alvalade que remotam ao período em que desempenhavam funções como trabalhadores da CML. Ainda relativamente aos trabalhadores da CML, solicitou esclarecimentos sobre as Instalações dos Serviços de Apoio à Limpeza sem condições para acolher os trabalhadores. "Como e para quando se pretende encontrar uma solução para os Serviços de Apoio à Limpeza? Para quando estão previstas obras para as atuais instalações, ou um outro espaço para acolher estes serviços e trabalhadores? Existe algum plano de trabalho com vista a concentração destes serviços num só espaço?", questionou.